MENSAGENS RECEBIDAS voltar para home

Assunto: Trato com o governo
Data: 26/04/06 15:23
Queria propor um trato ao governo: Ele pode ficar com 70% do meu salário, eu fico com os outros 30. Mas ele leva junto pra pagar a faculdade, a gasolina, o convênio de saúde, seguro do carro e todos os impostos decorrentes...
Lucas - São Paulo - SP
lucasvnt@uol.com.br


Assunto: Atoleiro
Data: 08/05/06 14:49
Enquanto toda a riqueza produzida neste país, for canalizada desta forma, inclusive para enriquecimento ilícito de muitos, jamais sairemos deste atoleiro.
Asdrubal Martignoni - Caxias do Sul - RS
Astromarti@yahoo.com.br


Assunto: Certeza
Data: 08/05/06 13:49
Impressionante, achava que este país não era sério, agora tenho certeza....
Claudinei Oliveira - Registro - SP
claudinei@computecsp.com.br


Assunto: Arapuca
Data: 07/05/2006 22:29
Bela iniciativa, mas infelizmente a arapuca já está montada, a solução seria os srs. políticos votarem leis que diminuíssem este verdadeiro assalto ao bolso do cidadão. Só que com esta atual legislatura... duvido.
WILSON DE SOUZA NUNES - Rio de Janeiro - RJ
wdsn@zipmail.com.br


Assunto: Até quando?
Data: 07/05/06 11:07
Não basta sabermos quanto pagamos de impostos, mas sim conseguirmos que os recursos sejam devidamente aplicados, que é o mais difícil. A minha dúvida é: como fazer para que isto aconteça, e logo? Neste caso, acho que os empresários têm mais força do que o povo, e cabe a eles tomar uma iniciativa urgente neste sentido. Até quando vamos continuar nas mãos dos políticos corruptos?
Gislaine Rossetto - Campinas - SP
gislainer@correionet.com.br


Assunto: Trabalho
Data: 25/04/06 13:03
Depois que consultei a Calculadora do Imposto, vi que só trabalho para sustentar vagabundos. Fiquei estarrecido. Mas o que faço?
Jânio de Oliveira - Arapiraca - AL
scrept@bol.com.br


Assunto: Voraz
Data: 25/04/2006 10:30
Por que vocês não disponibilizam a calculadora por email, desta forma poderia repassá-la a meus 560 contatos, e aí esta informação seria repassada para outros tantos da lista deles e conseguiríamos apoio mais rápidamente. Iria inclusive instalar a calculadora no site dos centros acadêmicos das faculdades, tudo em caráter informativo. As pessoas que julguem por sí se é justo termos um sócio tão voraz.
Valério campos - Itajaí - SC
valerio.campos@brturbo.com.br


Assunto: Seguro obrigatório
Data: 25/04/06 9:29
Tenho uma van e o seguro obrigatório (DPVAT) desse veículo é pago separado do IPVA. Pasmem, ao pagar o IPVA 2006, R$ 1.400, ano 2000, o carro, o que já é um absurdo, ainda não incluía a taxa de DPVAT, sem a qual você não recebe o verdinho, mais R$ 297,50. Como o de 2005 não foi pago, tive que pagar o seguro do ano passado também, mais R$ 297,50. Alguém pode me explicar isto? Pagar hoje o seguro do ano anterior?
Áurea Guerreiro dos Santos - Nova Friburgo - RJ
aureaguerreiro@bol.com.br


Assunto: Protesto
Data: 24/04/06 23:00
Aproveitando a campanha, deixo assinalado que não adianta 20% ou menos da população brasileira (internautas) participar desse abaixo assinado, exigindo maior transparência do governo quanto às questões públicas etc, enquanto os outros 80% (a massa), não dão a mínima, ou desconhecem o que está antecendo no País. Não têm acesso à mídia ou estão absorvendo o que a TV empurra para eles. Achei muito legal poder participar deste protesto. Porém, acho que ele teria um impacto muito maior se fosse divulgado para toda a população brasileira (democracia). Hoje, por exemplo, é lei imprimir em maços de cigarro os males que ele causa à saúde. Por que não obrigarmos a divulgar essa campanha em caixas de leite, sacos de feijão, com um 0800, para que todos tenham acesso para votar?
Adriano Caversan - São Paulo - SP
adrcaversan@yahoo.com.br


Assunto: Sócio majoritário
Data: 24/04/06 13:05
Trabalho com supermercado em minha cidade e percebo que temos um sócio majoritário que leva quase todo o lucro de nossa empresa. Este sócio não acorda as 6:00 como eu, nem vai dormir as 24:00 e não está nem um pouco preocupado com a sobrevivência desta empresa. Sua preocupação é só cobrar o que eles acham "devido". Quando é que nossa empresa se verá livre desta escravidão e nós, cidadãos, poderemos, enfim, pagar tributos mais justos.
José Antônio - Barbacena - MG
Jantoniodepaty@yahoo.com.br


Assunto: Transparência
Data: 24/04/06 9:25
Reduzir a porcentagem dos impostos. O cidadão deve saber porque paga tanto, o que paga, e para quem paga.
Ivone Provin Spillere - Dois Vizinhos - PR
marvin@wln.com.br


Assunto: Endividamento
Data: 23/04/06 11:17
Com muito sacrificio, trabalhei 16 anos como autônomo e depois resolvi abrir uma micro empresa e consegui ter 10 ônibus, gerando 16 empregos. Em 2002, o escritório de contabilidade que me assessora fez um parcelamento de todas as minhas pendências com a Receita Federal em 60 parcelas. Começaram com R$ 750,00 e já estão atingindo os R$ 2.000,00. Para piorar, por um erro dos funcionários, meu escritório ainda deixou um restante sem parcelar. A dívida foi parar na Procuradoria da União. Já tentei parcelar, mas dizem que não parcelam porque é dívida do Simples. Estou indignado com tudo e de mãos amarradas, devido à burocracia dos governos. Confesso que estou desanimado com tudo o que esta aí e não vejo possibilidade de mudanças. Só se for por Deus, e que ele nos acuda.


Assunto: Vergonha
Data: 22/04/06 21:20
Como brasileira, sinto vergonha de viver em um país que explora desta maneira seus cidadãos.
Juliana - São Paulo - SP
ju.mail@terra.com.br


Assunto: Se não pagássemos
Data: 22/04/06 19:03
Se não pagássemos tudo isso, como o governo sustentaria o valerioduto? E aqueles vagabundos de Brasília????
Mauricio - Salvador - BA
laukenickas@yahoo.com


Assunto: Participação
Data: 22/04/06 17:28
Há possibilidade de assinatura eletrônica como forma de participar desse abaixo assinado? Creio que por e-mail poderíamos atingir mais facilmente o necessário para o projeto. Segunda possibilidade: elaborar lista para pegar assinaturas junto às festas no Dia do Trabalhador. Estou com vocês.
Jésus José Antenor - São Paulo - SP
Email: suserano@ig.com.br


Assunto: Dupla taxação
Data: 22/04/06 11:31
Além de pagarmos esses impostos absurdos, direta ou indiretamente, somos duplamente taxados, porque temos que pagar pelos serviços que o governo tem obrigação de fornecer e não fornece: saúde, educação, manutenção das estradas, segurança e inúmeros outros. Precisamos saber para onde vai nosso direito para evitar essa roubalheira, desigualdade social e falta de ética generalizadas.
Luciana Neumayer - Rio de Janeiro - RJ
luneumayer@hotmail.com


Assunto: Tiradentes
Data: 21/04/06 21:14
Hoje 21 de abril comemora-se mais um ano da morte de Tiradentes. Este cidadão morreu lutando contra a cobrança vergonhosa dos altos tributos cobrados de nossa população pela coroa portuguesa. Hoje é o nosso próprio governo que mata indiscriminadamente seu povo com uma carga tributária vergonhosa para alimentar uma máquina administrativa ineficiente, incapaz. Sem falar da criminosa corrupção em todos os poderes. Até quando vamos agüentar?
Roberto Aguiar - Vitória - ES
carletto3@terra.com.br


Assunto: Faraó
Data: 21/04/06 19:15
O faraó cobrava menos. Parabéns, faraó, pela administração, porque está nos deixando mais pobres e endividados.
Marcos de Azeredo - Vitória - ES
marcosdigital@oi.com.br


Assunto: Malabarismos
Data: 21/04/06 19:03
Realmente é notável como o nosso governo consegue avacalhar com seus súditos. Mas, como diria o meu sábio sogro, não adianta ficar reclamando, tem que fazer alguma coisa! Nós podemos apenas olhar para nossos próprios umbigos e fazer milhões de malabarismos para tentar enganar a máquina, ou tomar consciência de que essa situação chegou a um limite faz muito tempo. Nas eleições, caso não tenha um partido que mostre uma proposta justa para esse monte de dinheiro se minimamente aplicado.
Renato Maitto - Curutiba - PR
armpsi@yahoo.com.br


Assunto: Resposta
Data: 21/04/06 18:28 O pior de tudo não é a quantidade de impostos que pagamos. É ouvir diariamente nos telejornais para onde vai nosso dinheiro. Até quando vamos agüentar? Temos que dar a resposta nas urnas, não votando em mais ninguém.
Vitor Hugo Rossi - Erechim - RS
vhrossi@ibest.com.br


Assunto: Inspiração nos franceses
Data: 21/04/06 12:50
O povo brasileiro deve se inspirar no protesto que os franceses fizeram contra os governantes, obrigando-os a recuar no projeto de lei que ia prejudicar a sociedade. Só através de grandes manifestações, unidos com várias categorias sindicais que poderemos nos unir para diminuir ou acabar com alguns impostos (CPMF) que sufocam o salário do cidadão trabalhador. Hoje é dia 21 de abril, dia que comemoramos a luta contra os impostos na figura do nosso famoso Tiradentes.
Moto - Cariacica - ES
motozinho@gmail.com


Assunto: Lutar
Data: 21/04/06 12:18
É Um absurdo o que pagamos de impostos. Infelizmente, não podemos acreditar no governo. Afinal, tanto pagamos e o governo não investe em nada. Isso é um absurdo. Precisamos lutar contra isso.
Marcos Novaes - Vitória - ES
marcosnj@hotmail.com


Assunto: Meu bolso
Data: 21/04/06 11:36
Amo meu País, mas meu País me detesta. Digo, adora meu bolso mas me detesta como cidadão. Enquanto tivermos "danca-da-pizza" no Congresso (um verdadeiro tapa na cara dos brasileiros) e ministros corruptos, policiais corruptos, juízes corruptos, delegados corruptos, não há a menor chance de nosso País chegar onde deveria estar há muito tempo atrás.
Sergio Perillo - São Paulo - SP
sergioperillo@yahoo.com


Assunto: Fortuna
Data: 21/04/06 10:46
Não consigo acreditar em ter que pagar uma fortuna em impostos todos os meses e, ao fim do ano, ainda estar DEVENDO para o governo. Um governo em que os deputados e senadores se aposentam muito cedo, acumulam todas as regalias (inclusive aposentadorias!) e não são obrigados nem mesmo a "bater o ponto"! Sem contar que pagamos imposto comparável a países extremamente desenvolvidos e não temos nenhum retorno sobre o nosso "investimento". Enquanto a corrupção generalizada continua em licitações e trocas de favor em TODAS as cidades do país, inclusive com salários altíssimos a vereadores em mais de 5.000 municípois (façam a conta!), temos que pagar pedágio e também o IPVA para rodarmos na mesma estrada... Não vejo saída. Que Deus nos ajude a lutar!
Fernando - Palhoça - SC
fgerent@hotmail.com


Assunto: Injustiça
Data: 20/04/06 19:53
È por isso que o Brasil não cresce: cobra impostos de quem não tem dinheiro e isenta de quem pode pagar!!!!!!!!
Leandro Barbosa - Rio de Janeiro - RJ
leo1@bol.com.br


Assunto: Parabéns
Data: 20/04/06 17:37
Só gostaria de parabenizar pela iniciativa.
Arlison Nascimento - Antonio Carlos - SC
arlisonexec@yahoo.com.br


Assunto: Louvável
Data: 20/04/06 17:17
Sem dúvida, é uma iniciativa louvável de cidadania, que contribui para uma sociedade mais justa.
Marco Antonio de Souza Firmino - São Paulo - SP
marcoa.sf@hotmail.com


Assunto: Mal aplicado
Data: 20/04/06 9:17
Nunca vi tanto dinheiro arrecadado e tão mal aplicado assim. E ainda por cima tenho que escutar de um certo sr. que se diz "o melhor governo que esse país já teve" que "dar essas esmolas aos menos favorecidos" (como bolsa isso, bolsa aquilo) ajuda a distribuir renda. O que ajuda é melhorar a educação e cultura do brasileiro, além de cobrar impostos de quem realmente tem renda neste país (grandes fortunas) para que o próprio brasileiro aprenda a se virar, e não se acomode com as migalhas que lhes são jogadas. Em resumo: precisamos de um governo sério, mesmo que não seja "o melhor governo que esse País já teve".
Alexandre Chioca Rinaldi - Franca - SP
alexandrerinaldi@hotmail.com


Assunto: Incentivo
Data: 19/04/06 20:04
Trabalho fazendo projetos de eletrônica. Como vamos concorrer com os chineses, se lá fora um componente que custa dez dólares é vendido no Brasil por 23 dólares? Se você importa via FEDEX, paga logo de cara 100% de tributo. Este é o incentivo que temos para a pesquisa no Brasil.
Eng. Franklin Souza
Franklin_souza@uol.com.br


Assunto: Risco
Data: 19/04/06 18:04
Primeiramente gostaria de parabenizar o trabalho da ACSP, no sentido de gerar na sociedade o debate sobre a cobrança e a utilização dos impostos cobrados de nós, povo brasileiro. Mas quanto a proposta de se divulgar nos produtos o valor do imposto agregado ao produto, tenho algumas dúvidas. De quem será a responsabilidade de divulgar a porcentagem de imposto cobrado em cada produto, o lojista ou a indústria fabricante? E, se por acaso, não informarmos os impostos nos produtos à venda em nossos estabelecimento, seremos punidos? Será que esta lei não pode se voltar contra nós mesmos , empresários já tão castigados do Brasil?
Fernando Tumkus
fernando@tumkus.com.br


Assunto: Devemos nos unir
Data: 19/04/06 16:53
Devemos nos unir para concientizar a população e denunciar e caçar os políticos que nos colocam nesta situação.
Marco Aurélio Santos - Campo Belo - MG
marcoars@uai.com.br


Assunto: Dinheiro suado
Data: 19/04/06 15:12
Nós não pagamos Impostos, nós entregamos nosso dinheiro suado a bandidos que nem presos vão!
Diego - Barueri - São Paulo


Assunto: Absurdo
Data: 19/04/06 9:37
Fiquei impressionada com o percentual que pagamos em tributos. É uma absurdo!!! O que podemos fazer para que isso diminua?
Fernanda Martins Laia - São Paulo - SP
fmlaia@ig.com.br


Assunto:
18/04/06 21:59
Indignação ou indigna nação. Se uma nação é formada pelo seu povo, seríamos indignos de termos a tutela de uma nação como a nossa? Acho que a proposta desse movimento nos coloca essa reflexão. O Brasil pertence aos brasileiros e não a meia-dúzia de aproveitadores. Devemos nos mexer e tomar o comando, mudar esta situação calamitosa em que nos encontramos: não temos segurança, não temos educação, não temos empregos, não temos saúde, não temos moradia, não temos saneamento. Enfim, não temos condições básicas de vida para buscarmos com tranqüilidade e o esforço necessário nossa sobrevivência. Temos, entretanto, violência, descaso com as crianças, desemprego, favelados, proliferação de doenças, índices de corrupção comparáveis aos dos piores países do mundo, políticos descarados e sem a menor vergonha na cara. Tomemos como exemplo o recente movimento na França. Mudou-se um projeto de lei em função da manisfestação popular. Vamos lá !!! "Queremos mais Brasil".
Edgard Oliveira - São Paulo -SP
edgard@yahoo.com.br


Assunto: Descaso
Data: 18/04/06 8:12
Achei muito válida esta campanha. Gostaria de saber qual o e-mail de nossos governantes, pois ao acessar o www.brasil.gov.br, existe uma opção "fale com o governo" que nunca é respondida. Cansei de enviar emails a eles. Isso prova, que somos tratados sem nenhuma importância e que temos apenas obrigações e não direitos. Quero enviar um email em letras garrafais dizendo "EXIJO SAÚDE E EDUCAÇÃO DE QUALIDADE PORQUE PAGO IMPOSTOS. OU NOS DÃO ESTES DIREITOS, OU VAMOS PARAR DE PAGAR IMPOSTOS". Vou mandar este email todo dia até que alguém do governo me responda.
Marco A. Matarassi - São Paulo
matarassi@gmail.com / matarassi@ajato.com.br


Assunto: Brilhante iniciativa
Data: 15/04/06 7:41
Acho a iniciativa brilhante, pois, somente com a participação de todos poderemos melhorar as condições sociais de nosso país, e a internet sem dúvida nenhuma é um veículo excelente, ágil, dinâmico, útil para divulgar informações importantes, trazendo o entendimento dos fatos e facilitar a participação de muitos, quem sabe um dia de todos os cidadãos. Para isso vamos começar!! Parabéns pela iniciativa!!! Até que enfim!
William Richard
webmaster@wrmaster.pro.br


Assunto: Duas etiquetas
Data: 14/04/06 10:35
Apóio este ante-projeto e sugiro que todo produto com etiqueta de preço mostre 2 valores: o valor sem imposto e o valor do imposto. E vamos mudar este país !!!
Fábio
efengler@ig.com.br


Assunto: Virar o jogo
Data: 14/04/06 6:29
Nós, cidadãos brasileiros, pagamos nossos tributos compulsoriamente. Quando compramos comida, pagamos imposto (comer não gera riqueza). Se nos locomovemos de um lado para outro, as passagens são tributadas (ir e vir também não gera riqueza). Quem tem o "azar" de trabalhar com carteira assinada, já recebe o salário sem o imposto (aí tem de correr para recuperar alguma coisa, e ter de volta alguns meses depois). Tem de haver alguma maneira de virar esse jogo!
Carlos Ferreira
carlos.ferreira@globo.com


Assunto: Barulho
Data: 13/04/06 8:57
Acho que está faltando fazer um pouco mais de barulho para alcançar a mídia. Gostei do exemplo que a França deu recentemente, o povo não queria uma lei e fez barulho até que desistissem dela. O governo francês foi obrigado a retroceder.
José
jose@jcitec.com.br


Assunto: Angariando assinaturas
Data:13/04/06 8:36
Aderimos à campanha. O link está em nosso site. Estamos angariando assinaturas.
Clube de Engenharia e Arquitetura de Londrina - PR
Nelson Brandão - Presidente
presidencia-ceal@sercomtel.com.br


Assunto: Parabéns
Data: 10/04/06 22:10
Ótima iniciativa! Só assim um dia mudaremos essa realidade terrível e ajudaremos essa nação! Parabéns!
Rodrigo Mattana
mattana@geoconengenharia.com.br


Assunto: É preciso esclarecer
Data: 10/04/06 12:00
Realmente a iniciativa é excelente. Gostaria de sugerir que fosse divulgada em todas as escolas, cursinhos, levando palestras aos alunos. O mesmo deveria ser realizado nas faculdades, por meio dos DCE's, e até mesmo colocando em cartaz nos murais de informações. Quanto mais for divulgado maior alcance terá. Precisamos dar um basta nos desmandos que ocorrem no BRASIL e acabar com essa extorsão no bolso do trabalhador.
Valderez - Curitiba - PR
santosvalde@hotmail.com


Assunto: Lavanderia
Data: 09/04/06 22:31
Lamentavelmente, assistimos todos os dias uma grande lavanderia nacional, limpando sua roupa suja abertamente em publico, sem o menor pudor, e com a nítida sensação de força, frente à impotência do povo, que, mesmo votando, ainda sofre com essa horda de cafajestes...inescrupulosos...e altamente corruptos, os famosos deputados que habitam o Congresso Nacional, hoje, infelizmente, é a mais suja, e mais moralmente desclassificada casa nacional. Vivemos uma Presidência (pela qual votei...mas que já me arrependo!!! ) enxovalhada de corrupção, propinagens, roubo, estelionatários aos cântaros, e todo tipo de irregularidades possíveis. Se lá tivéssemos profissionais honestos já se teria votado as novas leis de tributos, nos contemplando com tarifas menores e mais justas a serem pagas, e que certamente evitariam as evasões fiscais, e as sonegações...tornado as arrecadações maiores e com menores custos operacionais. Melhor aplicadas, reverteriam em mais verbas para as necessidades de infraestrutura em nível nacional.
Paulo M.Vazzoler - São Paulo - SP


Assunto: Indignação
Data: 07/04/06 10:36
É revoltante e causa uma indignação muito grande saber o quanto pagamos ao governo, mas se nos mantivermos em silêncio e desinformados quanto a essa roubalheira continuaremos assim, escravizados e submissos aos nossos governantes.
Marcos - Foz do Iguaçu - PR
marcosdefoz@hotmail.com


Assunto: Insubordinação fiscal
Data: 07/04/06 9:49
É hora de uma insubordinação fiscal de modo a obrigar a uma reforma tributária.
Gueigue - São Paulo - SP
gueigue@yahoo.com


Assunto: Desobediência civil
Data: 07/04/06 9:45
Sou a favor de movimento de desobediência civil, pois temos uma carga tributária absurda, sem nenhum retorno.
Olivério Mavignier de Noronha Júnior - João Pessoa - PB
oliverionoronha@terra.com.br


Assunto: Vampiros arbitrários
Data: 06/04/06 21:25
Fico estarrecido. Conheci esse site hoje nao posso acreditar no que estou vendo. Tenho vergonha de ser brasileiro. Estamos de mãos atadas. Os vampiros são, além de tudo, arbitrários.
Paulo Xavier - Cabo - PE
estrafisco@msn.com


Assunto: Cotas
Data: 06/04/06 15:23
Uma vez aprovadas as COTAS nas universidades públicas federais, o próximo passo será deflagrar um amplo movimento nacional para que sejam implantadas COTAS de 50% para minorias (afrodescendentes, indígenas, mulheres, portadores de deficiências e pessoas oriundas de escolas públicas) também para as vagas de deputados, senadores, vereadores e funcionários por eles nomeados.E que o projeto seja votado em regime de urgência urgentíssima (como requereu o Dep. Miro Teixeira para as cotas nas universidades). Afinal, a Lei só é justa quando vale para todos! O pagador de impostos no Brasil não suporta mais ser penalizado. Se querem criar cotas (sejam raciais ou de que tipo for), por que não são criadas proporcionalmente mais vagas nas universidades? Afinal, para que servem nossos impostos (apenas para mensalões e que tais)? Que sejam criadas mais vagas nas universidades, e que para isso usem o dinheiro dos nossos impostos. Afinal, é para isso que eles existem - ou não?
Laura
lauraber@globo.com


Assunto: Desde já
Data: 06/04/06/ 8:45
Acho a campanha muito boa, mas se esquece de mencionar o IRRF e a CPMF (ainda não seja exatamente um imposto). Fiz a assinatura on-line, mas ‘quem sabe faz hora, não espera acontecer’: proponho que os comerciantes desde já exponha em suas vitrines e prateleiras o quinhão do imposto que cabe a cada produto!
Luciano - São Paulo - SP
LucianoP@Boticario.com.br


Assunto: Justiça
Data:06/04/06 10:13
O problema não é o quanto se arrecada, mas sim quanto se gasta. Isso é voz corrente, pois todo mundo vive com o salário que ganha, e todo mundo sabe que não se pode gastar mais do que se ganha, a não ser o governo. Os três poderes, especialmente o Legislativo e o Judiciário, são verdadeiras sanguessugas da nossa sociedade, pois os dois não geram absolutamente nada para nós, pois leis não significam justiça, e um, teóricamente cria leis em benefício da sociedade e o outro controla a aplicação das mesmas, mas nenhum dos dois aplica JUSTIÇA. Quem, a não ser políticos e juízes, tem de dois a três meses de férias num ano? Quem recebe os altíssimos salários, verbas, e etc a não ser essas duas classes privilegiadíssimas? Quem edita normas e Leis em proveito próprio? Quem consegue viver com R$ 350,00 ( trezentos e cinquenta reais) por mês? Quem anda de ônibus, metrô, lotação, etc, correndo risco de ser assaltado a qualquer momento? Quem não tem educação, saúde, segurança? Podemos ter certeza de que não são nem os políticos nem os juízes...
João Inácio
joao@buchhalter.com.br


Assunto: Desde já
Data: 06/04/06/ 8:45
Acho a campanha muito boa, mas se esquece de mencionar o IRRF e a CPMF (ainda não seja exatamente um imposto). Fiz a assinatura on-line, mas ‘quem sabe faz hora, não espera acontecer’: proponho que os comerciantes desde já exponha em suas vitrines e prateleiras o quinhão do imposto que cabe a cada produto!
Luciano - São Paulo - SP
LucianoP@Boticario.com.br


Assunto: Um basta na parafernália
Data: 05/04/06 15:30
Na minha empresa contábil somos 12. Cada um se comprometeu de angariar no mínimo 10 assinaturas. Portanto, 120 já estão garantidas. Precisamos dar um basta nessa parafernália de leis que assolam esta pátria abençoada por Deus, mas onde o diabo impera com seus representantes no Congresso Nacional. Corja de interesseiros no próprio bolso.
Luiz Fanchin Jr
fanchinjr@onda.com.br


Assunto: Arma forte
Data: 04/04/06 15:42
É isso aí! Enquanto temos uma carga tributária cada vez mais onerosa, nossos parlamentares/governantes se deliciam com mensalões, viagens, festas...e o pobre e cada vez mais pobre. O povo desconhece que tem nas mâos a arma mais forte contra estes que se dizem "homens do povo" - O VOTO.
Lúcia P.S. Lima - Santos - SP
luciapslima@hotmail.com



Assunto: País rico
Data: 04/04/06 11:41
Dizem que o Brasil é o país mais rico do mundo, pois nós povo somos os que mais pagamos impostos; se o governo, não mudar logo (reduzir impostos), com a globalização, entrando produtos chineses a preços de bagatela, nossas empresas vão regredir.
Carlos Happke - Descanso - Santa Catarina
carloshappke@hotmail.com


Assunto: Recolher mais
Data: 04/04/06 13:19
Aprovo e apóio esse projeto. A população tem o direito de saber quanto o governo arrecada sem fazer nada. Recebe o dinheiro limpo, sem esforço, dinheiro este que não é usado de maneira adequada, e o que vejo é que cai sempre na mão dos corruptos. Pagamos impostos que chegam a até 80% do valor dos produtos e serviços. O Brasil não vai pra frente porque o governo não abre mão de recolher mais e mais... É IPVA, IPTU, IRPF, CPMF, ICMS, ISS, IPI, e muitos outros que nós "os trouxas" pagamos todos os dias. Digo "trouxas" porque somos enganados todos os dias e não fazemos nada. Enganados sim! Afinal qual a contrapartida que o governo nos dá? Filas no INSS? A ridícula operação tapa-buracos do governo federal? Pedágio pra todo lado? Fome Zero? Falta de segurança pública? Hospitais caindo aos pedaços? Professores ganhando um salário ridículo? Escolas sem estrutura? Gente, estão abusando! Passamos metade do ano trabalhando para pagar impostos e este dinheiro vai para o ralo dos cofres públicos. Isso é uma vergonha! Acho que com este projeto, que irá mostrar o quanto somos roubados diariamente, o nosso "sócio" terá que reavaliar sua política tributária ou aguardar uma revolução.
Augusto Galarda - Curitiba - PR
agalarda@terra.com.br


Assunto: Fantástica iniciativa
Data: 04/04/06 10:26
Caros Amigos, achei fantástica essa iniciativa das Associações Comerciais. Esse é o caminho ideal para mudar nossa sociedade. A união das pessoas em torno de idéias que afeta toda a sociedade, de forma democrática, sem violência, abuso de poder e respeito a dignidade das pessoas e de seus bens. O que o poder político constituido tem feito é abusar do contribuinte, desrespeitando-oferindo seu direito de sobrevivência, sacrificando-o e extorquindo, de forma ganaciosa e abusiva os brasileiros e escondendo da população essa extorsão. Luiz Antonio Vital - Diretor da Rádio FM Educativa Sul Brasil - Toledo - PR
fmeducativa@fasul.edu.br


Assunto: Livres
Data: 03/04/06 19:28
Um dia, além de impostos baixos, será que poderemos sermos livres dos bancos? Só se descruzarmos os braços.
Marcos Coseglio - Curitiba - PR
coseglio@yahoo.com.br


Assunto: Impostos embutidos
Data: 03/04/06 16:20
Achei excelente a idéia de sabermos o valor dos impostos embutidos nos alimentos, servicos etc... Veridiane - Curitiba - PR
veridiane@uol.com.br


Assunto: Nosso rico dinheirinho
Data: 03/04/06 15:23
E pensar que, além de arrecadar tanto, o governo usa nosso rico dinheirinho para viagens ao Exterior, churrascadas, festas mil. E o povo ó... que se dane. Não tem educação, não tem saúde, não tem transporte digno, não tem emprego. Mas o imposto, inclusive a CPMF, que era para ser provisória, é compulsório.
Mirian - Curitiba - PR
mirian0707@pop.com.br


Assunto: Absolutistas
Data: 03/04/06 12:42
Quando vejo a soma de impostos que pago, lembro-me das aulas de história sobre as monarquias absolutistas, em que os cobradores de impostos espoliavam o povo de toda e qualquer maneira, com o único motivo de sustentar o seu poder e seus luxos, às vezes ofertando pão e circo para o povo. Hoje, vivemos a mesma coisa só que piorada, pois o crime é cometido com classe, sob pretextos de desenvolvimento e de forma velada. E viva a Copa do Mundo!
Vinícius Rosa Cota - Belo Horizonte - MG
vrcota@yahoo.com.br


Assunto: Valor real
Data: 04/04/06
É mais do que necessário tornar transparente a todo cidadão brasileiro o valor real dos impostos pagos, o que hoje poucos sabem. Obrigado pela iniciativa, contem com meu apoio.
Eng. Nelson Freitas Pinheiro Machado
instsoma@terra.com.br


Assunto: Imposto único
Data: 02/04/06 20:39
Um imposto único, no estilo CPMF, não seria a saída para terminar com a sonegação e diminuir a alíquota a níveis aceitáveis??
Roberto Carlos Braun - Novo Hamburgo - Rio Grande do Sul
rcb1510@terra.com.br


Assunto: Vestindo a camisa
Data: 02/04/06 10:44
Brilhante iniciativa, parabéns a todos os envolvidos nesta causa tão importante para o nosso BRASIL. Tenham a certeza de que já estou usando esta camisa.
Amarildo Gonçalves - Sâo José dos Campos - SP
amarildo.goncalves@creci.org.br


Assunto: Povo é poder
Data: 01/04/06 20:56
Agora sei que somos muitos para assegurar a democracia onde há estado de direito, igualdade, liberdade e por decorrência, fraternidade, a partir de um movimento eficaz e inteligente, que parte da exigência da transparência da aplicação dos tributos em políticas sociais e de direitos fundamentais. É isso, o Povo é o Poder. Parabéns aos que tiveram a iniciativa e grata por poder acompanhá-los.
Maria Lúcia Levy Malta
lucialevy10@hotmail.com


Assunto: Sistema desumano
Data: 01/04/06 20:39
Que país é esse onde o cidadão tem que trabalhar quatro meses e quinze dias só pra satisfazer à gana de um sistema de arrecadação completamente desumano. E o pior, não volta para o povo em forma de beneficios. Estou indignado...e desesperançado.
Eudemar S. Marques - Osasco - SP
muralhacdp1@yahoo.com.br


Assunto: Tributos congelados
Data: 01/04/06 19:30
Imagine se houvesse um congelamento na carga tributária durante cinco anos. Teríamos mais emprego e renda, pois as micro e pequenas empresas estão fechando por não ter condições sequer de começar suas atividades, pois as mesmas são tratadas de igual forma das outras. Exemplo: Microempresa optante pelo simples pagaria um percentual de ICMS de 5% de qualquer parte do país e do exterior, e o imposto "SIMPLES". Ambos congelados durante cinco anos teríamos empresas fortes, gerando emprego, renda e crescimento para nossa cidade, estado e país. Precisamos mudar, pois o governo é movido pelos impostos pagos por nós, e muito mal empregados. Observe os escândalos em Brasília e também aqui no Acre. No Acre o governo do estado aprovou uma emenda constitucional para que fosse cobrado ICMS ABUSIVO da energia elétrica como é mostrado abaixo:
Consumo mensal de até 50 Kwh, isento;
Mais de 50 Kwh até 100 Kwh, 12%(Doze) por cento;
Mais de 100 Kwh até 140 Kwh 16% (Dezesseis) por cento;
Acima de 140 Kwh, 25% (vinte e cinco) por cento.
Ao observar tal pouca vergonha, analise se podemos continuar dessa forma.
Carlos Cley Maia Andrade - Rio Branco - AC
carloscley@hotmail.com.br


Assunto: Rejeitar imposições
Data: 31/03/06 19:45
Reclamamos e não fazemos nada para melhorar a nossa condição de vida. Nós, o povo, precisamos começar a rejeitar as imposições e questionar o porquê de tanta falcatrua.
Alexandre Aniello - São Paulo - SP
a.aniello@uol.com.br


Assunto: Brasil de hoje
Data: 31/03/06 17:47
Infelizmente, no Brasil de hoje, o Brasil dos Mensalões, só há dinheiro para alimentar deputados que só se preocupam em defender colegas corruptos, inclusive com danças da pizza.
Fernando Lenza Filho - Rio Verde - GO
Email: flenza@superig.com.br


Asssunto: Ralo
Data: 31/03/06 13:31
Se pelo menos soubessemos que este dinheiro retornaria para nosso próprio bem... Duro é saber que quase todo este dinheiro vai pelo ralo da corrupção.
José Américo - São Paulo - SP
joseae.filho@uol.com.br


Assunto: Piada
Data do Contato: 31/03/06 11:13
Para mim, isso é uma grande piada, na qual só o governo é que dá risada!!!
Túllius - Curitiba - PR
tcandal@bolmcom.br


Assunto: História
Data 31/03/06 10:15
A história nos mostra que desde os primórdios, alguém teve a brilhante idéia de cobrar imposto sobre determinado bem ou serviço. Até aqui, a idéia tem, além de seu brilhantismo, a justiça social e os primeiros conceitos de povos ou nações. Até que, em determinado momento, as elites dominantes sentiram que os impostos eram pagos sobre bens ou serviços que se tornaram imprescindiveis. Como os gastos sempre tendem a aumentar, cada vez que faltava a moeda da época, a "brilhante" idéia vinha à tona!! Ora, é simples!!! Aumentam-se as contribuições!!! As elites não pensaram nunca em diminuir os gastos para se adaptar dentro do "orçamento", mas sim em "aumentar" as contribuições!! Na idade média, os "cobradores de impostos" se apresentavam com seus "exércitos", e simplesmente entravam e tomavam tudo de valor dos aldeões que trabalhavam a terra. Séculos após, em plena era da informática a "brilhante idéia" continua a assolar aqueles que estão na linha de frente do trabalho necessário para as comunidades. É mais fácil aumentar impostos, ou criar novos, do que tentar gerir um orçamento dentro de suas possibilidades.
Eng. Michael Wahrhaftig Filho


Assunto: Renovar sempre
Data: 30/03/06 12:59
Devemos realizar uma campanha ANTI-REELEIÇÃO!!! Nunca mais votar em políticos que não fazem nada, ou seja, sempre estar renovando os poderes Legislativo e Executivo.
Cleverson de Freitas - Curitiba - PR
malthus@onda.com.br


Assunto: Mudanças urgentes
Data: 30/03/06 10:20
O Brasil é um país que há muito tempo necessita de mudanças urgentes. Mas, a principal mudança que deve ocorrer é no modo do eleitor brasileiro votar. Chega de vivermos em um país cujos governantes "ajudam" o seu povo desta maneira. Impostos e mais impostos são cobrados a cada segundo, enquanto as principais necessidades da população são esquecidas. Saúde, educação, saneamento e segurança são as algumas necessidades que consigo lembrar. É lastimável e vergonhoso ver um país ser administrado desta desta forma. Mas esperem: enquanto o povo brasileiro tiver "pão e circo" tudo estará bem. Isto para poucos parece ser o suficiente para atender às necessidades de muitos brasileiros que morrem de fome, em assaltos, com doenças e - o principal - na completa ignorância. Infelizmente, senhores, este é o país que "nós" construímos.
Clóvis Romeu Kampe de Azevedo - Curitiba - PR
Email: clovis1808@sulbbs.com.br


Data: 29/03/06 23:13
Chega!!! Não agüento mais!
Renato Torrente - Campo Grande - MS


Assunto: Chega de blá blá blá
Data: 29/03/06 23:02
O governo usa todos recursos e nada faz para erradicar a desigualdade social, pobreza e fome. Será que esses governantes usam somente para campanha eleitoral e/ou pagar salários parlamentares.... chega de blá, blá, blá.... Queremos reduzir o número de impostos.
Ivan Paulo - São Gonçalo - RJ
ivanpaulobenevides@yahoo.com.br


Assunto: Não vai dar
Data: 29/03/06 19:37
Um absurdo de impostos! Logo não vai dar mais pra compra mais nada.
Angel - Peruíbe - SP
Email: aa.costa1979@terra.com.br


Assunto: Benefícios?
Data: 29/03/06 14:19
A maior indignação não é pagar altos impostos, mas também não receber os benefícios que o governo tem obrigação de oferecer ao cidadão, tais como educação, saúde e segurança.
Gilberto Moreira - Rio de Janeiro - RJ
Email: Gibamm@gmail.com


Assunto: Parabéns
Data: 29/03/06 11:51
Digna da nota mais alta possível pela iniciativa e divulgação; aguardo maiores informes para poder divulgar em veículo de comunicação onde trabalho.
Roberto Silva - São Vicente - SP
anoticiaanoticia@yahoo.com.br


Assunto: Câncer
Data: 29/03/06 09:54
O câncer do nosso país se chama carga tributária. Impede o desenvolvimento, o aumento real de salários, sustenta a ignorância do povo e promove o enriquecimento do Estado, que em vez de fazer por aqueles que o constituem, faz para benefício própio. Pagamos tributos sobre todas as nossas operações financeiras e somos novamente tributados de várias maneiras. Até quando....Devemos aprender através de soluções como essa ver quem colocamos no PODER, pois esse pelo que se demostra hoje se torna inebriante.
Ariadne Gural - Curitiba - PR
agural@bol.com.br


Assunto: Só tenho a lamentar
Data: 29/03/06 09:37 O maior problema não são os impostos cobrados. É o retorno que temos sobre os investimentos de uma gestão deficitária. Tenho a certeza que se o brasileiro tivesse saúde, educação e segurança eficientes, ele não reclamaria da carga tributária. Podemos tomar como exemplo o Canadá. Lá a carga tributária é altíssima, mas eles não precisam pagar pela educação, saúde e segurança. Quanto ao nosso governo só tenho a lamentar o uso do dinheiro publico (O NOSSO DINHEIRO).
Eduardo Tod - Curitiba - PR
eduardotod@uol.com.br


Assunto: Urgente redução
Data: 29/03/06 07:32
Precisamos urgente de uma redução da carga tributária em nossas empresas, para que só assim possamos reativar a economia o crescimento e a oferta de mais empregos. que nossos representantes no congresso nacional, tenham a sensibilidade para tal. Flávio josé Guerini - Curitiba - PR
dataz@netpar.com.br


Assunto: Prazer
Data: 29/03/06 00:35
Foi um prazer enorme conhcere este site. Vou recomendar para muitas pessoas. Quero parabenizá-los!
Hélio Roberto Pereira de Miranda - Técnico contábil - CRC - São Paulo - SP
heliorobertomiranda@hotmail.com


Assunto: Aonde vai o dinheiro?
Data: 28/03/06 15:31
Pagamos um absurdo de impostos, temos que vender o almoço pra comprar a janta, e os governantes cada vez mais abusando do dinheiro suado dos trabalhadores,enriquecendo nas nossas costas! Aonde vai o nosso dinheiro? Talvez esteja dentro de cuecas alheias e dando mesadas a políticos! Isso é uma vergonha!
Rosane Fontella Dias - Santiago - RS
rfontell@hotmail.com


Assunto: Famigerado leão
Data: 28/03/06 13:30
Parabéns pelo excelente trabalho devemos comecar a cobrar mais este famigerado leão...
João Luiz Garcia Dutra - Ribeirão Preto - SP
joaolgdutra@yahoo.com.br


Assunto: Sacrificando a população
Data: 28/03/06 7:40
È insustentável há anos a avassaladora carga tributária que nós pagamos. E se continuar neste ritmo, não haverá sustentabilidade por parte da população, pois o retorno em bens e serviços é nulo. Estamos em um descompasso com o real, dinheiro mal aplicado, déficit em serviços básicos e educacional. Estão sacrificando a população.
Sandro Araújo Ferreira - Guarujá - SP
manomanafag@yahoo.com.br


Assunto:
Data: 28/03/06 7:38 Nós, brasileiros, temos vergonha desta política que nossos governantes, desde o município até o presidente, impõem aos cidadãos que tentam trabalhar neste País. Que País é este?
João Batista Noia - Ribeirão das Neves - MG
minasnoia@terra.com.br


Assunto: Mobilização
Data: 28/03/06 7:28
Sempre fui contra essa carga de impostos, sempre aumentando sem termos nada em troca. As autoridades brasileiras precisam saber que o povo brasileiro também se mobiliza. Vamos à luta contra essa vergonha nacional.
Haniel Costa - Aaracaju - SE
Email: hanielm@hotmail.com


Assunto: Culpados
Data: 27/03/06 19:22
Inacreditável. Para o governo, os aposentados são culpados pela crise brasileira. A roubalheira, não. Sidney Gazola - Ribeirão Preto - SP
SIDGAZ@HOTMAIL.COM


Assunto: Educação
Data: 27/03/06 13:26
Fico triste em pagar MUITO dinheiro para dar uma boa educação para meus 3 filhos e saber que com o dinheiro que o governo recebe poderia estar educando outros 5 com o mesmo nivel de qualidade. Mas, em contradição, eles roubam. Que seres humanos são estes? Pensemos em reinvidicar com vigor e sem demora.
Hélcio Petrônio Júnior - Salvador - BA
helciojunior@click21.com.br


Assunto: Ladrões lícitos
Data: 27/03/06 11:26 Somos obrigados a sustentar estes ladrões lícitos. Não podemos nem ao menos reclamar das danças em plenário!
Suzana Beatriz Borba - Porto Alegre - RS
beatrizb@daer.rs.gov.br


Assunto: Sócio majoritário
Data: 27/03/06 7:17 O Brasil precisa reduzir drasticamente os impostos. O sócio majoritário de todas as empresas é o governo!!! Não ajuda, não colabora com nada, e leva a maior parte sem trabalhar. Mário Rodrigues
mario@mamcps.com.br - Campinas - SP


Assunto: Alarmante
Data: 26/03/06 19:54
Fiquei horrorizada quando vi a tabela que pagamos para o governo. E quando precisamos de algo que seja públco é uma dificuldade. Isso é alarmante e tem de ser divulgado, para que as pessoas menos desinformadas fiquem por dentro dessa roubalheira. Eu vou divulgar.
Alessandra - São Paulo - SP
vadcarmona@ig.com.br


Assunto: Honestidade
Data: 26/03/06 12:17
Quem está em primeiro lugar em roubo/bancos ou "políticos"?... Sou honesto desde que meu pai me colocou no mundo: portanto como não existe honestidade entre os "politiqueiros", quero continuar com minha honestidade e minha família: só nos parece um caminho: ANULAR O VOTO; minha consciência estará tranqüila...
Edson Luiz Machado - Ponta Grossa - PR
elm15@uol.com.br


Assunto: Sistema tributário
Data: 25/03/06 23:38
Realmente é um vergonha o sistema trubutário deste País. São incompreenssíveis os aumentos de combustíveis praticados ultimamente. Antes, o combustivel acompanhava a variação do dólar. Então, porque ainda está subindo, uma vez que o dólar abaixa seu valor a cada dia? Tem que se dar um basta nisso tudo! Será que esse governo só sabe é criar...ou permitir que se crie... verdadeiros "agiotas" em forma de estabelecimentos que emprestam dinheiro para os pobres e miseráveis assalariados..Tem que se dar um basta nisso tudo...Este é o único país em que o governo não faz NADA PARA BENEFICIAR A POPULAÇÃO...Não adianta o governo vir com esse papo de "bolsa-família" que isso, na verdade, é uma forma humilhante de se dar esmolas aos miseráveis deste país.
Anselmo - Salvador - BA
ccammell40@hotmail.com


Assunto: Não acredito
Data: 25/03/06 14:40
Não acredito que pago tanto imposto.
Frederico - Pindama - SP
ke@uol.com.br


Assunto: Terra sem lei
Data: 24/03/06 15:08
Já descobri o porque de pagar tantos impostos : sustentar Mensalões e os caras-de-pau que estão nos lesando lá na terra sem lei, Brasília!
Leandro Campos
thefly_2004@ibest.com.br - Porto Alegre - RS


Assunto: Parabéns
Data: 24/03/06 14:14
Parabenizo a vocês por esta campanha de informação, dando subsidios para a população conhecer o quanto o estado pilha dos bolsos de cada cidadão. É realmente uma vergonha, pois o imposto não gera o benefício ao qual fazemos jus.
Rafael Arcanjo Alves dos Santos - Aparecida - SP
arcanjo@polmil.sp.gov.br


Assunto:
Data: 24/03/06 9:01
Sou estudante de contábeis e a cada dia descubro coisas que, sinceramente, nos desmotivam como cidadãos. É intrigante saber que o governo consome uma grande parcela do salário do cidadão brasileiro por meio dos impostos, é revoltante saber que temos uma das mais elevadas cargas tributárias do mundo e, em contrapartida, não há um retorno satisfatório do dinheiro que é arrecadado pelo governo. Sou completamente a favor da transparência e da prestação de contas, para que a população tenha consciência e possa cobrar das autoridades o investimento desse dinheiro em educação, saúde, empregos, serviços de qualidade.
Flavia - São Luís - MA
aivalfcosta@hotmail.com


Assunto: Tarifas
Data: 23/03/06 11:58
Às vezes penso em parar de trabalhar, porque fico profundamente irritada em pagar, além de todos os impostos, a CPMF. Se quero aplicar meu suado dinheirinho na minha própria conta, eles me cobram CPMF para aplicar na minha própria conta. Para eu movimentar meu próprio dinheiro, tenho que pagar percentual de CPMF. E agora o Banco do Brasil inventou uma tarifa sobre saques. Se você fizer mais de 5 saques do banco por mês, pagará tarifa. Isso é realmente incrível. E não temos a quem recorrer. Talvez pegar um barquinho para Miami...
Elisabete - Florianópolis - SC
betestorilio@hotmail.com


Assunto: Revolução tributária
Data: 22/03/06 20:19
Meu querido Brasil, não agüento mais a carga tributária que sou obrigado a pagar. Somos escravos da luxúria política de maus administradores que roubam o dinheiro da nação. Dinheiro de um povo pobre, carente, mas trabalhador, que paga a carga tributária embutida mais cruel do mundo, e ainda tem esperança de um dia ter um pais melhor, mais justo e mais igualitário. Nós não queremos nenhuma doação e sim a redução dessa maldita carga tributária que vem matando o país devagarinho. Quero saber qual é o presidente que vai dar o tiro de missericordia. Vamos à rua e fazer a revolução tributária à força. O poder emana do povo!
João Francisco Vieira - Itaituba - PA
jfvieira@hotmail.com


Assunto: ICMS
Data: 22/03/06 20:02
Gostaria que houvesse uma maior mobilização em todos os estados da União, pois quem conhece a cobrança de ICMS do Estado de Minas Gerais, se não mora no Estado, fica com medo até de passear. Porque não está tendo jeito de abrir uma firma de comércio, para mim, infelizmente, estamos sendo roubados. Desculpem pela exaltação, mas, como contador, estamos vendo o que está acontecendo. Helbas Clemente - MG
luciliamariano@terra.com.br


Assunto: Exploração
Data: 22/03/06 17:57
Um país com uma das maiores cargas tributárias do mundo, que nem sequer se reverte em benefícios sociais para aqueles que sofrem com tanta exploração.
Hilton Carsio O. Matos - Feira de Santana - BA


Assunto: Sugestão
Data: 22/02/06 15:43
É assim que todos os brasileiros deveriam agir. Somos muito conformados, apáticos, sem participação ativa nos destinos do país e no nosso próprio destino. Como contribuição, sugiro que seja feita a divulgação deste movimento também em forma de panfleto, distribuído nas ruas, de mão em mão, pois os menos favorecidos não têm acesso à internet e muitas vezes, nem à televisão. Seria necessário ainda elaborar e-mails que circulassem na internet usando vocabulário claro e preciso, de fácil compreensão a todos. Eu lhes desejo o maior sucesso.
Yolanda - São Paulo - SP
yolanda_poci@itelefonica.com.br


Assunto: Luz no fim do túnel
Data: 22/03/06 14:40
Parabéns pela iniciativa. Até que enfim, vislumbramos uma luz no fim do túnel. Já tinha algum conhecimento sobre os impostos que o povo brasileiro paga pelas campanhas diárias que a rádio Jovem Pan realiza em seus noticiários. Porém, agora, como brasileiro, sinto-me realizado por perceber que existem pessoas interessadas a tentar resolver essa situação que empobrece toda uma nação! Passo a partir de agora a ser mais um soldado nas fileiras para lutar contra os malfeitores do Brasil...Ouviram do Ipiranga às margens plácidas, de um povo heróico...
Remo Tagliassachi Neto - São Roque - SP
remotagliassachi@hotmail.com


Assunto: Extorsão
Data: 22/03/06 11:49
O que temos que fazer para que paguemos o que é realmente devido e não sejamos extorquidos? Robson Gabri - Além Paraíba - MG
robsongabri@hotmail.com


Assunto: Iniciativa louvável
Data: 22/03/06 9:48
Louvo-os pela iniciativa cidadã de tentar diminuir a carga de impostos cobrados pela Administração Pública, e quero dizer que apoio o seu slogan "Você sustenta o governo e tem o direito de saber quanto paga de impostos!". No intuíto de colaborar, gostaria de sugerir que a forma mais racional de alcançar o objetivo a que se propõem - diminuir a carga de impostos cobrados pela máquina pública - é, na minha opinião, desencadear uma campanha com a finalidade de pressionar o governo a utilizar os referidos recursos arrecadados através dos impostos mais racionalmente, combatendo a corrupção, diminuindo os cargos em comissão - ABSURDOS 520 mil, segundo a revista Exame - também conhecidos como "cargos de confiança", que só servem para empregar familiares das autoridades públicas, fomentando o NEPOTISMO, que gera ineficiência, irresponsabilidade, falta de compromisso, com a coisa pública. Vamos pressionar as autoridades públicas para que dêem um choque de gestão na administração pública, reduzindo significativamente os cargos em comissão.
Euvaldo Caldas Neto
kalneto@gmail.com


Assunto: Falta de organização
Data: 21/03/06 11:30
Esta situação absurda é resultado direto da falta de organização e de união do povo brasileiro, que não se mobiliza e permite ser (des) governado por pessoas totalmente despreparadas e irresponsáveis. Chega de pensar pequeno, de pensar só no seu umbigo. Sejamos patriotas, uni-vos contra a estupidez e o descaso dos nossos (des) governantes.
Rodrigo Vilela - Viçosa - MG
rodrigo_vilela@oi.com.br


Assunto: Bandidos
Data: 21/03/06 2:26
No Brasil, somente ladrão, bandido, não paga imposto.
pedro paulo da silva - Canoas - RS
pedeo@ibest.com.br


Assunto: Indignação
Data do Contato: 20/03/06 12:57
Minha indignação nem é pela quantidade de imposto pago - se bem aplicado, não haveria miséria neste País. Minha indignação é com a roubalheira de nossos governantes, que nos fazem de bestas todos os dias e quando vem a eleição continuamos a votar na mesma quadrilha.
Francisco Sérgio Gomes - Contagem - MG
francisco.gomes@gerdau.com.br


Assunto: Classe trabalhadora
Data: 20/03/06 12:07
Deveria haver mais esclarecimento para classe trabalhadora, a menos privilegiada. Até quando vamos agüentar? Contem comigo!
Fabio de oliveira - Jaboatão do Guararapes - PE
fabioliveira@hotmail.com


Assunto: Problema institucional
Data: 20/03/06 11:47
Os funcionários que têm folha de pagamento, além do desconto automático, têm seus dados e bens monitorados pela Receita Federal. Fica fácil o cruzamento de informações. Com isso tudo disponível, como é que a Receita não "pegou" a turma do mensalão, os parentes do Lula, os bancos, os financiadores (e beneficiados) da corrupção? O problema é institucional: governo, instituições e políticos, atualmente, não são confiáveis. Quem sabe, no futuro...
Thunder - Florianópolis - SC
thunderxbr@yahoo.com.br


Assunto: Uso melhor
Data: 20/03/06 11:44
Os governantes deveriam usar melhor o nosso dinheiro, como, por exemplo, para segurança, saúde, educação e no social, para não haver mais aquela vergonha que o mundo assistiu transmitida pelo Fantástico - crianças no tráfico de drogas. O meu País não precisa disso.
Manoel Almeida da Silva - Campo Grande - MS
almeidadasilva@pop.com.br


Assunto: Homens Públicos
Data do Contato: 19/03/06
Enquanto os homens públicos deste País, principalmente os congressistas, não se propuserem a trabalhar em prol da melhoria de vida do povo, e não apenas a melhoria de vida deles próprios e seus familiares e amigos, essa carga tributária só vai piorar. Enquanto se está em campanha, se promete mundos e fundos. Mas depois de eleito, só o que interessa é obter favorecimentos, propinas, aumentos de salários absurdos, verbas de gabinetes exorbitantes, obras faraônicas completamente desnecessárias. E o povo, que se dane o povo, ele tem memória fraca mesmo! O dia que o egoísmo der lugar ao amor, com certeza, todas as injustiças terão seu fim! Até que isso ocorra, só podemos tentar melhorar a realidade à nossa volta, procurando ajudar o maior número de pessoas que estão à nossa volta, para que esta ajuda se expanda. E quanto aos impostos: "... dai a César o que é de César e a Deus o que é de Deus!".
Marcos Roberto - São Paulo - SP
Email: mroberto.mv@bol.com.br
São Paulo - SP


Assunto: Vergonhoso
Data: 18/03/06 23:18
Vergonhoso. Indigno. Criminoso. São adjetivos que podem perfeitamente caracterizar a atual situação tributária no Brasil. Mas não pensem que sou contra o imposto. Não! Sou contra o destino que esse dinheiro recebe. Enquanto houver um brasileiro sem casa própria, uma criança fora da escola, um professor mal remunerado, uma polícia desmotivada, e que faz mais "bicos" do que presta serviços, enquanto houver aprovação progressiva nas escolas, produzindo uma verdadeira "malta" de indivíduos meio-alfabetizados - para que o governo (com minúscula mesmo) apresente, lá fora, estatísticas dizendo que o analfabetismo acabou -, aí, sim, poderemos dizer que os impostos são justos. Mas, enquanto esse estado de coisas prosperar, os impostos serão catalogados, sim, como vergonhosos, geradores de indignidade, criminosos de verdade. E tenho dito.
João Edson - Curitiba - PR
ST.EDSON@GMAIL.COM


Assunto: País crescer
Data: 18/03/06 9:56
Abaixo os altos tributos!!! Para o país crescer!!!!
Diego _ Presidente Prudente - SP
go.die@bol.com.br


Assunto: Problema de todos
Data: 17/03/06 23:18
Trabalho numa instituição filantrópica e vou levar o resultado que obtive na Calculadora do Imposto para os outros funcionários observarem que o problema são os impostos, não o salário. Menos impostos, salários mais justos. Uma maneira de mostrar que o problema é de todos, não isolado.
Edson Souza Vieira - Guarulhos - SP
vieira745@terra.com.br


Assunto: Derrama
Data: 17/03/06 22:39
Todos os anos temos o acerto fiscal (IRPF/IRPJ). Na verdade a Derrama Fiscal. O Leão tem fome.
Carlos Henrique - São Paulo - SP
chenriquequeiroz@terra.com.br


Assunto: Até quando?
Data: 17/03/06 15:31
Não sou muito fã deste artista (Gabriel, o Pensador), mas suas palavras realmente refletem a comodidade da maioria dos brasileiros: "Até quando você vai ficar levando porrada?"
Caio Castro - São Paulo - SP
caio_castro@terra.com.br


Assunto: Não me importaria
Data: 17/03/06 11:41
Eu realmente não me importaria de pagar tanto imposto, se ele voltasse em forma de educação de qualidade, sistema de saúde eficiente ou segurança efetiva, por exemplo.
Vinícius Marques - Hortolândia - SP
Marques@dorothy.acspnt2


Assunto: Parasitas
Data: 16/03/06 22:13
Como pudemos chegar a este ponto, em que o governo tem sociedade em tudo o que produzimos. Temos que parar isso urgentemente, não podemos mais sustentar parasitas.
Carlos Alberto Geron - Ponta Grossa - PR
carlosgeron@hotmail.com


Asssunto: Conscientizar
Data: 16/03/06 12:32
Parabéns pela iniciativa. Vamos nos unir e conscientizar o povo brasileiro.
Anderson - Curitiba - PR
garagassu@pop.com.br


Assunto: Público privado
Data: 15/03/06 21:20
Enquanto não houver uma revolução política, (pendurando os políticos nas árvores), este país não terá jeito. Eles fazem do público privado e o sociedade aplaude.
Alcides - Maceió - AL


Assunto: Diminuir os encargos
Data: 15/03/06 12:19
Esta é a minha sugestão ao Sr. presidente Lula: por favor, não diga que é utopia, que vai quebrar o INSS, pois isso é uma resposta evasiva. Se arrecadação do INSS é em porcentagem (%), logo, se o salário é maior, o desconto em folha também será. Ocorre que, por causa do excesso de encargos, o empregador acaba contratando menos funcionários e isso empurra muitos para o trabalho informal (que não contribuem para o INSS). É preciso diminuir os encargos para os empregadores contratarem mais gente. Isso, sim, aumentaria a arrecadação.
Joaquim Dias - São Paulo - SP
miuqsaid@hotmail.com


Assunto: Acorda, Brasil!
Data: 14/03/06 22:31
Não existe democracia onde impera o fisiologismo, o nepotismo e a total indiferença pelas verdadeiras necessidades do povo. Onde governar consiste em transações diabólicas visando tão somente a manutenção do poder e ao total alheamento ao cenário desolador que vai se estabelecendo, levando o ser humano a retroceder às suas origens primitivas, sucumbindo à miséria e ao abandono total... Um país que possui uma das maiores cargas tributárias do planeta e paga um dos piores salários, precisa pedir esmolas para acabar com a fome da população Para onde vai tanto dinheiro? Dê sua contribuição para o Fome Zero, adote um aluno, faça sua parte; desonere o Estado para que os patifes que ainda estão no poder continuem tendo dinheiro de sobra para enviar para suas contas em paraísos fiscais. Se quiser contribuir de verdade, aprenda a cobrar do poder público, esqueça um pouco o futebol e a novela e aprenda a escalar melhor aquele time ou aquele elenco que compõe o Congresso Nacional, as Assembléias Legislativas e Câmaras Municipais. Qual é o destino da CPMF? Porque as doações para o Fome Zero estão sendo usadas para pagar juros para bancos estrangeiros? Sem deixar de mencionar as quantias astronômicas que são desviadas em sucessivos escândalos, cujos protagonistas, apesar de flagrados, ainda atuam na política efetivamente e com alto poder de barganha. Acorda, Brasil!!!!
ruibarsoul@ig.com.br


Assunto: Incoerência
Data do Contato: 14/03/06 9:29
O que podemos fazer para ajudar a nossa sociedade a atingir a maturidade e tomar medidas eficazes para defender seus interesses? Mesmo com uma carga tributária abusiva, as pessoas jurídicas só pagam impostos sobre seus lucros. Quanto à pessoa física, paga como se salário fosse lucro, não podendo nem sequer deduzir INSS e salário de empregado doméstico, IPTU, habitação, alimentação, transporte, energia elétrica, etc. Sem dúvida que esse modelo estimula o emprego informal e a sonegação. Outra incoerência é dizer que o futuro está na educação, ao mesmo tempo que degrada o ensino Público, incentiva o preço exorbitante das instituições particulares e - pasmem! - limitam o valor de dedução de despesas com educação nas declarações de imposto de renda pessoa física.
Josué Faustino Oliveira - Jaboatão - Pernambuco
josuefaustino@bol.com.br


Assunto: Muito fácil
Data: 13/03/06 12:51
Governar assim é muito fácil. Até quem não tem diploma e não fala inglês, pode. Afinal, quando lhes falta uma graninha, aumentam os impostos existentes, inventam outros inéditos e tiram de quem trabalha. Onde anda esta grana toda? E ainda há quem tenha a capa-de-pau de falar em Fome Zero...
Sonia - São Bernardo do Campo - SP
s.r.g@uol.com.br


Assunto: Empresa mal administrada
Data: 13/03/06 11:36
O governo é uma empresa mal administrada, que sempre que tem um "rombo" no seu orçamento simplesmente aumenta o preço dos seus produtos (impostos). Imaginem se em cada empresa que estivesse com um "rombo" os problemas fossem facilmente resolvidos simplesmente aumentando os preços... É claro que não iria funcionar, porque os clientes escolheriam outras empresas para comprar seus produtos e serviços! Mas o governo continua agindo dessa forma irresponsável!
Guido Renato Miranda - Itajaí - SC
guidomiranda@ig.com.br


Data: 12/03/06 20:35
Assunto: Custo da informação
Parabenizo a iniciativa do "De Olho No Imposto". Sou apoiador do projeto de lei da instituição, porém gostaria de pedir que fosse incluido no texto do projeto de lei dispositivo deixando claro que o custo pela maior informação não seja bancado pelas empresas, que já são oneradas demais. Entendo que o próprio governo deverá bancar o órgão que fará o cálculo da carga tributária de cada produto.
Eduardo Refosco - São Paulo - SP
erefosco@bol.com.br


Assunto:
Data: 12/03/06 20:11
É muito imposto! Meu professor de economia pediu um trabalho sobre quais os impostos que existem e pra onde vão. Se vão para o governo federal, estadual ou municipal. Entrei nesse site e estou pasma. Fiz uma conta aí, mas é coisa de louco essa roubalheira. 0brigada.
Patricia Teixeira de Oliveira
patricia22@pop.com.br - São Bernardo do Campo - SP


Assunto: o mal da informalidade
Data: 12/03/06 12:59
Parabéns pela campanha. Só gostaria de registrar aqui, como paulista e paulistano que sou, um abuso que está acontecendo em nossa cidade. Emigrantes vindos de vários lugares encontraram no passado melhores condições de emprego e sobrevivência neste Estado. Nós os acolhemos e lhes oferecemos abrigo. Entretanto, há muitos anos nossa capital está saturada. Não suportamos mais ver nossos bairros degradados, a violência sem limites, o total extermínio do comércio formal e o crescimento do comércio informal, que não contribui com nenhum tipo de imposto, porém utiliza todo o sistema de atendimento social, como creches, hospitais, postos de saúde e outros, obrigando os moradores nascidos aqui a procurarem outras formas de atendimento particular. Os políticos demagogos abrem a boca escancarando que estão promovendo projetos sociais para melhorar a situação dos supostamente excluídos neste país. E fazem isso aumentando os impostos. Estamos assim jogando uma carga impraticável sobre as empresas e os cidadãos, para beneficiar uma classe - agora já muito grande - de pessoas que possuem renda, mesmo que informal, e que não recolhem absolutamente nada. Isso está certo??????? Quero ver um Brasil melhor e mais justo, porém com todos trabalhando, ganhando e contribuindo - e não do jeito que está. Os projetos sociais que só dão e nada recebem em troca são puramente eleitoreiros. Chega desta vergonha social. Vamos integrar todos os cidadãos de boa vontade, trabalhar estudar, contribuir socialmente e vencer. Só desta forma, oferecendo condições porém cobrando resultados é que teremos um país mais justo. Parabenizo a iniciativa e agradeço a oportunidade de podermos ter este canal de comunicação.
Leo Cesar Roggero - São Paulo - SP
lcroggero@neobox.com.br


Assunto: Máquina de governo
Data do Contato: 11/03/06
O recolhimento de impostos só serve para acumular mais riquezas aos que já têm, e matar de fome os que trabalham e lutam com dignidade. De que serve, então, ter máquina de governo, se a máquina não funciona? Ainda bem que existe solidariedade. Tenho certeza de que eles não sabem o que é realmente passar fome, a dor no estômago e na alma, só ter uma muda de roupa numa caixa de papelão.
Eliana Alvarez - Salvador - BA
easalvarez@hotmail.com


Assunto: Perplexa
Data: 10/03/06 15:35
Sou empresária e trabalho na área de eventos. Fico cada dia mais perplexa em ver a carga tributária a que o governo submete a população e as empresas. E não vemos nenhum retorno desta arrecadação absurda. Não temos serviço publico algum que preste ou que justifique tantos impostos. Parabenizo o movimento, pois não é possível que algum dia essa pouca vergonha não vá ter fim.
Silvana Ribeiro


Assunto: Roubalheira gigantesca
Data: 10/03/06 7:24
Quero parabenizá-los pela iniciativa de alertar o povo sobre o absurdo de impostos que pagamos ao governo, sem conseguirmos o retorno por parte do mesmo. É preciso entender que o governo é, simplesmente, o gestor de um dinheiro que é nosso. Com esta carga tributária abusiva, deveríamos ter saúde, educação, segurança, comida e habitação da melhor qualidade, mas o que vemos é uma corrupção e uma roubalheira gigantesca. Estamos nesta de corpo e alma, e acho que podemos recolher milhões de assinaturas.
AMIGOS-RN AmigosAssociados de Ribeirão das Neves
amigos-rn@ig.com.br


Assunto: Impostos de primeiro mundo
Data: 09/03/06 22:56
Pagamos impostos de primeiro mundo e recebemos serviços publicos de "sabe-se lá" que mundo!!!!
Braz de Aquino Junior - Caraguatatuba - SP
Email: onnea2004@terra.com.br


Assunto: Campanha musical
Data: 09/03/06 22:53
Assim como os leitores do site da Associação Comercial de São Paulo, nós também, estamos revoltados com a situação do Brasil, por isso estamos divulgando em nosso site musical: www.jaymensagens.kit.net a Campanha de Olho no Imposto. O Brasil tem jeito, é só tirar do meio político os travestidos de honestos e colocar honestidade nas atividades parlamentares. O nosso povo é bom e trabalhador, temos capacidade de tirar "leite de pedra" e do sertão jorrar água para os sedentos. É só confiar em Deus, nosso Criador. Sou aposentado, mas não cansado, continuo trabalhando.
Jayme Pereira da Silva - São Paulo - SP
jaymensagens@hotmail.com


Assunto: Caixa preta
Data: 09/03/06 21:41
Isso é realmente trabalhar por um Brasil melhor: abrir a caixa preta dos tributos muito bem cobrados e mal explicados. Parabéns e muito grato pela brilhante iniciativa. Contem com meu singelo apoio.
Ivan N Cunha - Recife - PE
ivanobrega@hotmail.com


Assunto: Sócio
Data: 09/03/06 18:38
Além do impostos e contribuições absurdas que o contribuinte paga, tem as taxas de serviços que são uma roubalheira...O sócio de nossas empresas é, de fato, o governo, que abocanha todos os meses de 30 a 40% em impostos. Sem perdão. É brincadeira...
Clair Pedro Cembranel - Pinhalzinho - SC
clair@pzo.com.br


Assunto: Covardia
Data do Contato: 09/03/06 17:04
É realmente uma covardia o que os governantes têm feito aos trabalhadores deste país. Assim não há Justiça e, conseqüentemente, nem ordem nem progresso. O governo precisa ser menos voraz!
Rodrigo M. de Carvalho - Rio de Janeiro - RJ
rodrigomdecarvalho@hotmail.com


Assunto: Por conta própria
Data: 09/03/06 16:37
Acho ótima a campanha. Só mostrando o quanto se paga de impostos as pessoas terão a real noção do absurdo que é. Mas acho que as associações comerciais também deveriam agir de modo mais ativo. O fato de não ser obrigatório colocar o valor dos impostos em separado não significa que seja proibido. Por que não criar uma campanha para que, por conta própria - sem lei para obrigar - os comerciantes coloquem no preço dos itens o valor dos impostos??? Tenho um escritório que presta serviços de arquitetura e, em todo o orçamento que passo, coloco em separado os valores referentes a impostos.
iris@ampliare.com.br


Assunto: Parabéns
Data: 09/03/06 10:40
Senhores, registro os parabéns pela iniciativa da campanha. Já passava da hora de se adotar medidas desta natureza. Fico feliz que VV tenham iniciado.
Anna Gilda Dianin


Assunto: Trágico e nocivo
Data do Contato: 09/03/06 10:26
O que torna tudo mais trágico e nocivo é saber cada pessoa que está lendo esses protestos está sendo literalmente roubada, porém permite ao não fazer absolutamente nada, como eu... (até quando???)
Denilson B. Lisboa - Sumaré - SP
Email: denilsonvnt@hotmail.com


Assunto: Sustentando
Data: 08/03/06 14:11
Sempre achei um roubo! Estamos sustentando os "lindinhos" lá de cima, que estão cada vez mais ricos à custa do nosso trabalho. Tenho uma aposentadoria pelo INSS, sou funcionária pública em final de carreira e preciso trabalhar. Dou 17 dias do meu salário por mês para o governo. Que país é este, em que o presidente só viaja e ainda seu assessor se vangloria que ele está em abstinência há 60 dias?! Isso é para se vangloriar ou para se envergonhar?
VeraLucia Fernandes Sassi - Penápolis - SP
vera_sassi@yahoo.com.br


Assunto: Impostos absurdos
Data: 07/03/06 14:37
Aí, galera! Vamos achar um meio de protestar contra esses impostos absurdos ... Patrícia
Barueri - SP


Assunto: Mordida na fonte
Data: 07/03/06 12:35
O meu protesto é contra o IRRFonte de trabalhadores que come uma parcela absurda do salário de quem tem carteira assinada, e dessa forma não há como escapar do leão. Trabalhamos a vida toda e, quando podemos usufruir de um salário maior, já em final de carreira lá vem o leão abocanhando 27,5% de nossa renda. Isso sem contar outros tributos. O valor pago não seria tão chorado se tivessemos serviços públicos de qualidade, que não precisassemos de ter convênio médico particular e pagar escola de boa qualidade se quisermos garantir o futuro de nossos filhos.
Silvia Helena Bertolino Santos - Franca - SP
silvia_sefin@franca.sp.gov.br


Assunto: Salário para impostos
Data: 07/03/06 9:22
Eu nunca paguei tantos impostos na minha vida...a maior parte do meu salário é pra pagá-los!!!
Adriana Liu - Recife - PE
adrianaliu@yahoo.com.br


Assunto: Sonegadores
Data: 07/03/06 9:20
É bem verdade que temos uma das mais altas cargas tributária do mundo e, mesmo assim, os serviços colocados à disposição da sociedade não refletem esse peso de tributos que suportamos. Por quê? Para onde vai o dinheiro que se arrecada? Será que o imposto suportado por nós, cidadãos, é efetivamente repassado aos cofres públicos para que o ente público possa realizar sua missão precípua - saúde, educação, segurança pública e investimentos em infra-estrutura? Precisamos engrossar a corrente para que o povo saiba quanto paga em cada produto ou serviço que adquire, mas, aliado a essa campanha, precisamos moralizar e dar transparência à dívida ativa dos entes públicos. Quanto do imposto que eu e você pagamos é recolhido aos cofres públicos e quanto fica na mão dos empresários inescrupulosos e sem ética que enriquecem com o nosso dinheiro? Se é para dar transparência à carga tributária vamos fazer a coisa certa e mostrar os dois lados da moeda. Vamos expor os devedores, para que a sociedade também saiba quem são os sonegadores.
Lina Vieira - Natal - RN
linavieira@rn.gov.br


Assunto: Goela abaixo
Data: 06/03/06 11:34
Essa quantidade de impostos é um absurdo, pois pagamos e não temos retorno. Porém, se não tivéssemos que pagar convênio médico, escolas de bom nível, medicamentos, ou seja, saúde em geral, não haveria reclamação. Mas é só para tapar buracos de corrupção. Realmente aceitamos tudo o que nos enfiam goela abaixo, com muita tranqüilidade.
Nome: Sergio Jorge de Freitas - São Paulo - SP
Email: sergio.freitas@pamcary.com.br


Assunto: Dá pra ser honesto?
Data: 04/03/06 15:55
Sou aposentado e, além do INSS, tenho um plano de suplementação o que não me deixa passar fome. Ocorre que, na hora na declaração do IR, já descontado o que foi retiro na fonte, ainda sobra imposto a pagar, e num valor que, durante 6 meses (parcelas), reduz meu orçamento a pó, enquanto vemos principalmente profissionais liberais safarem-se de tal pagamento. Dá para ser honesto ???
Fabio Augusto L.Cichini - Jaú - SP
jcichini@uol.com.br


Assunto: Nenhum retorno
Data: 04/03/06 10:04
Recebi um link para este site por mail. Achei deveras interessante. Porém, revolta! Não exatamente por mostrar que o nosso salário é sugado pelo governo, mas por não ver nenhum retorno dessa "arrecadação" na forma de investimentos governamentais (saúde, estradas...). Existe realmente alguma maneira de nós, como povo, mudarmos a situação em que estamos!?
Cristof Loenhardt - Santa Cruz do Sul - RS
cristof_rs@yahoo.de


Assunto: União
Data: 04/03/06 9:19
Precisamos dar um basta nisso. Devemos nos unir em grupos via rede de computadores e parar de pagar aqueles impostos que estamos pagando diretamente em bancos. Por ex.: IPVA, seguro obrigatório, taxa de licenciamento, taxa de iluminação publica, imposto de renda, carne leão, IPTU. Se a união ajudar a conseguir algo, podem contar com meu apoio.
Daniel - Matozinhos - MG
danielcaspereira@yahoo.com.br


Assunto: Guilhotina
Data: 03/03/06 11:17
Os inventores de impostos não são apenas ladrões, são genocidas: prego uma guilhotina em Brasília e outra em São Paulo. É fácil resolver!
Lyla Loduca - São Paulo - SP
lylaloduca@globo.com - São Paulo - SP
Os inventores de impostos não são apenas ladrões: são genocidas:prego uma guilhotina em Brasília e outra em São Paulo`.é fácil resolver!


Assunto: Sonegação
Data: 02/03/06 23:26
Será que se existisse mais transparência do governo na destinação dos recursos arrecadados, os contribuintes fariam as declarações dos seus rendimentos/faturamento de forma real, isto é, sem recorrer a mecanismos de sonegação?
Elisio Gomes Pacheco - Lauro de Freitas - BA
Email: elisiopacheco@yahoo.com.br


Assunto: Tiradentes
Data: 02/03/06 16:38
Precisamos resgatar a imagem de Tiradentes, que lutou contra a alta taxa de imposto cobrada pela corte portuguesa. Vamos nessa, meu povo. Vamos encarar essa briga!!!
Jose da silva xavier - Ouro Preto - MG


Assunto: Patriotismo
Data: 02/03/06 15:53
ivanilson Freire da Rocha - Mossoró - RN
Ivanilson.freire@hotmail.com
Agora que temos um governo mais sério, temos que expor o nosso direito de um povo sério. É questão de patriotismo, porque o povo está cansado de tanta corrupção que tira do povo pobre e sofrido para o Congresso nacional e banqueiros, que não fazem nada por esse país, a não ser sugar, sugar e sugar. E o bem estar da nação, onde é que fica?


Assunto: Reagir
Data: 02/03/06 13:44
Roubo a mão armada. Desta situação ainda podemos nos livrar. Mas o que o governo pratica, com todos estes impostos, nem temos como escapar. Temos que reagir e agir. Podem contar comigo para qualquer campanha.
Patricia Azevedo S.Nascimento - Santos - SP
Email: patriciaasn@yahoo.com.br


Assunto: Vergonha
Data: 01/03/06 22:26
Vergonha! 80,65 % para alimentar a corrupção dessa nação. Vamos cada vez mais para frente.
Renato Muniz - Sao Paulo - SP


Assunto: Escolas
Data: 28/02/06 14:21
Parabéns pela iniciativa. Sugiro palestras em escolas, pois quanto mais cedo educarmos nossos jovens, mais cidadãos conscientes teremos num futuro próximo.
Maria Goretti - Sumaré - SP
marygo1@hotmail.com


Assunto: Vergonha
Data: 28/02/06 13:53
Vergonha! O Estado não dá saúde, não dá educação e as pessoas com renda miserável têm que pagar todos estes impostos mais imposto de renda! Deixem o povo em paz!!!!!!!!
Ana Paula - Valinhos - SP
Email: apbaguli@yahoo.com.br


Assunto: Cobrar mais?
Data: 27/02/06 20:38
Esse movimento é interessante e informativo. Meu medo é o governo querer cobrar imposto de quem organiza e quem participa desse evento.
Dirceu Plenamente - São José dos Campos
grizza@zipmail.com.br


Assunto: Vamos protestar
Data: 27/02/06 20:21
É um absurdo!! Se a União etiver precisando de dinheiro, ela cria um novo imposto!! Gostaria que a equipe econômica do governo explicasse como é possivel que o país cresça, se o poder aquisitivo da população diminui cada vez mais?? Isso é uma vergonha!! Com a arrecadação atual é possivel fazer muita coisa pra melhorar o Brasil, mas não é oque acontece. O dinheiro vai cada vez mais pelo ralo da corrupção!! Enquanto a população banca os marajás que estão deitados no dinheiro!! Vamos protestar!! Não podemos ficar calados!!
Jeremias - Rio de Janeiro - RJ
mavekaov8@yahoo.com.br


Assunto: Muito imposto
Data: 27/02/06 17:49
Sim. Eu sei que pago muito imposto. Quem está disposto a frear isso? Por que se paga muito imposto, por que o Brasil é mal administrado. É o País das maravilhas, dos Carnavais, dos desmandos. SABEM QUANTOS FERIADOS TEMOS NO BRASIL? Tudo isso e muito mais contribuem para cada brasileiro contribua ainda mais com impostos. Campanhas políticas. Aumento de salários de deputados, senadores...
josé mauri da silva - Campo Grande - MS
Email: mauri@notasdoperfume.com.br


Assunto: Marasmo
Data: 24/02/06 22:44
É só acompanhar a TV SENADO e a TV CÂMARA que passamos a entender o motivo de estarmos neste marasmo total. Ninguém faz nada; e os que fazem, fazem nitidamente em benefício próprio ou de interesses no mínimo curiosos, para não dizer interesseiros. Precisamos encontrar uma forma de dar um basta nos excessos, inclusive do Judiciário, sem contar com os desmandos do executivo. J. Roberto - Petrópolis - SP
Email: egsl@serraon.com.br


Assunto: Brasil melhor
Data: 24/02/2006 13:52
Gostaria de ver o nosso Brasil cada vez melhor, pois se paga tantos imposto e não vemos melhoria alguma. Precisamos rever está situação, pois aonde está indo tudo o que se arrecada neste PAÍS.
Pedro - Jacareí - SP
Email: pedro.osvaldino@itelefonica.com.br


Assunto: Nada em troca
Data: 23/02/06 18:46
Realmente é incrível como pagamos um valor absurdo de impostos e taxas e em troca não recebemos praticamente nada. A injustiça social que isto determina, faz com que o nosso país seja este antro de desigualdades e deixa claro quem são os verdadeiros pagadores de impostos deste país. Acho inconcebível um pai de família que paga IR ganhando pouco mais de 3 salários mínimos, algo inacreditável para qualquer nação, seja ela desenvolvida ou não. Temos que pensar em mudar esta situação e trabalharmos para que isto não se arraste por mais um sem-número de anos. Precisamos mais do que nunca da Reforma Tributária, está na hora de distribuirmos as riquezas de forma mais justa e principalmente os impostos. Todos devem pagar, mas aquele que ganha mais tem que pagar mais obrigatoriamente. José Everaldo da Silva - São Paulo - SP
jeveraldo@click21.com.br


Assunto: Redução da carga
Data: 23/02/06 13:13
O governo deveria fazer um maior estudo sobre a possibilidade da redução da carga tributária para incentivar maiores investimentos das empresas. Com isso, sua arrecadação em CSLL e IRPJ seria maior, dando a possibilidade de as empresas investirem mais e gerar mais empregos.
Ivan - Blumenau - Santa Catarina
tricolor_msn@hotmail.com


Assunto: Parabéns
Data: 23/02/06 12:01
Muito bom o trabalho de vocês... Só assim vamos mudar esse país!
Eugenio Sanches - São Paulo - SP
eugenio.sanches@gmail.com


Assunto: Impostores
Data: 22/02/06 16:40
Isso é uma vergonha, se toda essa grana arrecadada naum caisse nas mão de Impostores brasil ia para frente! Fabio Freixo Maioli - Serra - ES
fabiof.maioli@click21.com.br


Assunto: Situação
Data: 22/02/06 16:27
É revoltante saber a carga tributária que pagamos e que parte deste dinheiro é desviada pelos nossos governantes. Não dá mais para agüentar esta situação.
Florindo - Araras - SP
limpararense@linkway.com.br


Assunto: Por que pagar?
Data: 22/02/06 14:43
Se você tem um carro, paga IPVA , seguro obrigatório, seguro do veículo - pois poderá ser roubado e perder tudo -, paga para estacionar na rua, paga plano de saúde, pois não existe saude pública... Então, por que pagar e para onde vai o dinheiro dos impostos?
Marcos - Santo André - SP
Email: mtf777@hotmail.com


Assunto: Direito de sonhar
Data: 22/02/06 08:27
Tenho uma pequena empresa que está funcionando praticamente para pagar os salários dos funcionários, o banco e os impostos. Após 63 anos de trabalho, infelizmente, não tenho o direito de sequer sonhar que isto vá melhorar. Viva o gigante adormecido!
Hélio Malpica - São Paulo - SP
malpividros@terra.com.br


Data: 21/02/06 22:54
Não nos iludamos: o fisco é o braço de captação (compulsória) do cartel financeiro internacional. Quanto maior o governo, maior o déficit, mais empréstimos, mais impostos para pagar os juros. E, como subproduto, mais funcionários públicos petistas, autoritários, burocráticos, corruptos... Augusto - Cascavel - PR
acosta@softok.com.br


Assunto: Vergonha
Data: 21/02/06 13:56
É uma vergonha saber a quantidade de imposto arrecadado e não ver para onde vai todo esse dinheiro, sabendo que a saúde, a moradia, até mesmo o lazer, continuam a desejar.
Francisco A. Fonseca - Cubatão - São Paulo
fonseca32@ig.com.br


Assunto: Sem ilusões
Data: 21/02/06 22:54
Não nos iludamos: o fisco é o braço de captação (compulsória) do cartel financeiro internacional. Quanto maior o governo, maior o déficit, mais empréstimos, mais impostos para pagar os juros. E, como subproduto, mais funcionários públicos petistas, autoritários, burocráticos, corruptos...
Nome: Augusto - Cascavel - PR
Email: acosta@softok.com.br


Assunto: Carga inviável
Data: 20/02/06 20:23
Pagar e não ver resultados é que torna inviável a carga tributária brasileira. O que vemos são politicos dando um jeitinho para amigos, e nós, que não participamos deste bolo corrupto, pagamos por todos que aceitam resolver seus problemas financeiros com ajuda de politicos. O lamentável é que alguns impostos deveriam melhorar a vida dos excluidos, mas sabemos que vai é para o bolso de quem não precisa. Por uma politica justa que melhore a qualidade de vida e não acabe com os empresários que sustentam uma nação.
Lúcia Lemos - Contagem - MG
lugelemos@ig.com.br


Assunto: Mudar o sistema
Data do Contato: 20/02/06 9:47
Temos que mudar para o sistema de "preço + taxa", para que todos saibam o peso dos impostos sobre o que estão comprando. Enquanto for este sistema, de desconhecimento dos valores dos impostos, o povo não tomará consciência da realidade e continuará concordando com esta orgia de tributos. Quando tivermos um sistema justo e transparente, então o povo não será mais conivente com a sonegação, como acontece atualmente. Cesar Cioccari - Porto Alegre - RS
cioccari@cioccari.com.br


Assunto: Vamos nos unir
Data: 20/02/06 9:12
"Cada povo tem o governo que merece". VAMOS NOS UNIR E FAZER O GOVERNO QUE REALMENTE MERECEMOS!!!
alesandro - Campo Grande - MS
alesandroramos@yahoo.com.br


Assunto: Divulguem!
Data: 20/02/06
Incluir nos jornais (e TV, se possível) essas simulações. Todos precisam saber!
Cândido Teixeira - Rio de Janeiro - RJ
texcontrio@uol.com.br


Assunto: Escândalo
Data: 19/02/2006
Acho um verdadeiro escândalo o que se paga de impostos! Principalmente se compararmos com o serviço que deveriamos receber em troca. Saúde EDUCAÇÃO, Segurança e JUSTIÇA para todos!
Sandra Fraiha - Florianópolis - SC
sandrafraiha@yahoo.com.br


Assunto: Impostômetro
Data: 16/02/06 19:47
Que os impostos que pagamos são muito altos, já sabemos. Que estes impostos não nos retornam é amargamente perceptível. Que esta situação nunca terá fim, é uma verdade inegável, pois somente aos que torram o arrecadado é que cabe criar os tributos. Ou abrirás mão de arrecadação e fores governador?
Itacir - Limeira - SP
sassata@terra.com.br


Assunto: Belíssima campanha
Data: 17/02/06 15:04
Antes de qualquer coisa gostaria de parabenizá-los por essa belíssima campanha que vêm fazendo pelo nosso povo que tanto sofre com esses abusos ocasionados pela nossa "terrível" política tributária. Assim como eu, vejo que vocês estão cansados de tanto pagar e nada receber em serviços públicos pelos quais pagamos. Sinto-me sufocado com esta altíssima carga tributária instalada em nosso país. Destarte, o motivo do meu contato é para oferecer-me como voluntário a esta campanha, pelo fato de, assim como vocês, estar horrorizado por tanto pagar e nada receber. Eu sou um jovem (21 anos) de classe média, bacharelando em direito (4º ano) pela UniFMU em São Paulo e estagiário do jurídico da Caixa Econômica Federal. Sinto nas pessoas com quem tenho contato uma carência de informações enorme em relação à nossa política tributária. E, pior ainda, sinto essas pessoas completamente desiludidas e desesperançosas com nosso país, fato este que não podemos deixar acontecer por causa de meia dúzia de leis abusivas. Acredito que poderei ajudá-los com uma significativa conscientização de um público jovem (entre 18 e 25 anos), e assim dar minha parcela de contribuição para esta campanha maravilhosa. Sei que precisamos amadurecer essa idéia, porém conto com a ajuda de vocês.
Julio Gelio Kaizer Fernandes - São Paulo - SP
juliokaizer@yahoo.com.br


Assunto: Nova campanha
Data: 17/02/06 13:12
Vamos lançar uma nova campanha no Brasil, de sexta feira e segunda feira o brasileiro não trabalhará maís. Assim, talvez, se nós ficarmos de folga, o Congresso Nacional criara vergonha na cara e trabalha um pouco. Os nossos congressistas que ganham um grande salário, passagem de avião, apartamento funcional (que não usam), verba baleto, e uma boa grana para pagar seus apart hotel, só trabalham de terça a quinta e não votam. Nem os companheiros que deveriam que cassar por corrupção. A enrolação vem desde o ano passado. O povo brasileiro deveria nas próximas eleições não votar em nenhum destes senhores que está sacaneando o Brasil.
Luiz Carlos
lcsol@vivax.com.br


Assunto: Causa justa
Data: 17/02/06 12:44
Caro presidente Afif e demais organizadores do movimento. Parabéns pela excelente apresentação, hoje em Guarulhos, com certeza todos irão se empenhar na conquista das assinaturas pela causa justa e de direito do cidadão. Particularmente estamos encaminhando a todos nossos clientes, mais de 120, uma mensagem por e-mail e pelo nossos portadores o abaixo assinado para buscar as assinaturas dos empresários e de seus colaboradores. Tenha certeza do sucesso desta campanha, e obrigado pela dedicação e entusiasmo pela causa.
Forte abraço,
Pedro Ernesto Fabri -
pedro.fabri@flaumar.com.br


Assunto: Trocar salário
Data: 16/02/06 17:24
Gostaria de perguntar a algum político influente se ele trocaria o seu salário com alguém que receba R$ 300,00 reais por mês durante um ano. Não pergunto sobre o imposto, pois nós já pagamos os dele há muito tempo.
Celsão
celsaomedeiro@bol.com.br


Assunto: Sonho
Data: 16/02/06 16:50
Há muitos anos eu tenho esse sonho quase utópico de que um dia todos os impostos que pagamos serão explícitos nos preços das mercadorias. O que eu não imaginava é que tanta gente também tivesse esse sonho. Essa iniciativa, na minha opinião, foi a melhor até hoje para começar a combater essa pouca vergonha na administração pública, já que nossos políticos fazem e desfazem do dinheiro público, sem ter praticamente nenhuma punição. Com a aprovação desse projeto, todos os brasileiros terão a informação dos impostos que pagam e, conseqüentemente, irão exigir mais ações do governo. "PAGO, LOGO EXIJO".
jandaiamoveis@viabonito.com.br


Assunto: Brasileiros tributaristas
Data: 16/02/06 10:10
Bom Dia!
Faço parte da diretoria da Associação Comercial e Industrial de Assis e fiquei encarregado de divulgar esta campanha em minha cidade. Nas matérias que fiz com jornais e nos programas de rádio e TV estou fazendo uma analogia entre os impostos e o futebol. Digo que pode parecer utópico mas, gostaríamos que cada brasileiro pudesse ser chamado, além de técnico de futebol, também um tributarista, pois assim, além de trocarmos técnicos e jogadores de futebol que não atendem a sua torcida, poderíamos também TROCAR GOVERNANTES E PARLAMENTARES QUE NÃO ATENDEM ÀS NOSSAS NECESSIDADES BÁSICAS, SAÚDE, EDUCAÇÃO, MORADIA, TRANSPORTE PÚBLICO E SEGURANÇA, ACABANDO COM ESSA MENTIRA DE QUE NÃO HÁ RECURSOS. Para isso, basta que o cidadão brasileiro fique de 'OLHO NO IMPOSTO', informando-se sobre o QUANTO PAGA E PARA ONDE VAI O SEU DINHEIRO.
Joseval Reis Batista - Assis - SP


Assunto: Ditadura
Data: 15/02/06 20:48
Fazer o que? A ditadura no brasil é a mais perfeita das ditaduras.
meumail@provedor.com.br
Teófilo Otoni - MG


Assunto: Imitar
Data: 15/02/06 18:32
Os governos brasileiros que tanto gostam de imitar os Estados Unidos deveriam imitá-los nos impostos baixos.
Walter Borges Carreiro - Volta Redonda - RJ
wbcarreiro@terra.com.br


Assunto: Dupla tributação
Data: 15/02/06 14:20
Muito importante a atuação dessa organização para moralizar a cobrança de impostos. Proponho nesse sentido uma nova luta: no estado de São Paulo, segundo os dados do DER/SP de dezembro de 2005, 20,98% da malha rodoviária estadual é privatizada. Não seria, então, justo que o contribuinte tivesse o ressarcimento desse percentual do IPVA devido através da apresentação de respectivo valor em notas de pedágio? Isso diminuiria a dupla tributação sobre o uso e conservação da malha rodoviária.
Luciano Konzen - São Paulo - SP
lukonzen@uol.com.br


Assunto: Salário
Data: 14/02/06 15:58
O PT e o sr. Lula sempre pregaram que salário não era renda. Agora é?
Donizeti - Itaquaquecetuba - SP
processos@permetal.com.br


Assunto: Parabéns
Data do Contato: 14/02/06 15:09
Parabéns Facesp, Associações Comerciais do Brasil, entidades parceiras por este magnífico trabalho do conscientização popular... É dessa forma que vamos conseguir uma Brasil mais justo, ético e igualitário!
Paulo José - Regente Feijó - SP
paulus_pjs@hotmail.com


Assunto: Valorizem seu voto
Data: 14/02/06 09:14
O que temos que fazer é criar vergonha e, sempre que houver a criação de um novo imposto, a classe trabalhadora, empresários, donas de casa e a classe estudantil ir para as ruas e parar o país. Somente assim iremos defender nossos direitos. Lembro ainda que este ano é de eleição e que devemos mudar estes velhos políticos. Por isso, valorizem o seu voto.
Siqueira - Jataí - GO
Email: brungyn@uol.com.br


Assunto: Reforma tributária
Data: 14/02/06 8:05
Devíamos fazer um abaixo assinado na internet, para que tenhamos uma reforma tributária onde se reduza a quantidade de impostos e também o quadro da fiscalização, evitando sonegações, como existe na Europa. A criação do IVA (Imposto sobre valor agregado) com alíquota fixa de 20% para todos os produtos, destacado na nota fiscal, coibiria a fraude. Campanhas educativas para exigência da nota ou cupom fiscal, certamente contribuiriam para a eficácia do programa. Nós cidadãos pagamos impostos para cobrir os déficits deixados pelos grandes sonegadores, sendo o Estado o maior responsável por esta avalanche de sonegadores.
Moysés Alberto - Belo Horizonte - BH
Email: moyses.alberto@ig.com.br


Assunto: Impunidade
Data: 14/02/06 6:44
É uma verdadeira vergonha, que já está do tamanho do universo, o que vem acontecendo neste país, sem que medidas cabíveis sejam tomadas. Enquanto sofremos com esta enorme carga de impostos, "A CORJA" continua impune. Se pelo menos tivéssemos o retorno tão esperado e sonhado, não teríamos que gastar nossos escassos salários em segurança, educação, etc. e tal.
Paulo Duarte - Rio Grande - Rio Grande do Sul
Email: pduarte@mikrus.com.br


Assunto: Colocar ordem
Data: 13/02/06 17:36
São estes os impostos para pagar todas as convocações extraordinárias do Congresso Nacional, os salários milionários, mais as ajudas de custo de R$ 40 mil e as viagens dos parlamentares e suas famílias. Vamos nessa, minha gente, vamos colocar ordem neste país.
alessandroasantos
alessandroasantos@uol.com.br


Assunto: Promessa de campanha
Data: 13/02/06 15:48
O Sr. Lula PROMETEU na campanha que seria revisada a tabela do Imposto de Renda, em especial a de 27,5%. O que realmente aconteceu foi o aumento desse imposto via não-correção da inflação e manutenção da extorsão que o governo pratica sobre o assalariado. Há muito tempo não compramos petróleo. Onde fica o lucro excedente? Para onde vai tanto dinheiro? Só podem estar guardando para "comprar" mais uma eleição e se perpetuar no poder via ditadura branca.
Milton João Munaro munaro@sinos.net


Assunto: Exercício da cidadania
Data: 13/02/06 15:15
Como coordenador do Programa de Educação Fiscal para a cidadania do Estado de São Paulo, fico feliz em constatar ação dessa natureza, que procura sensibilizar os cidadãos com relação às questões tributárias e fiscais. Para o exercício pleno da cidadania, é fundamental que cada um saiba exatamente o quanto paga e, principalmente, tenha o hábito de acompanhar de que forma o nosso dinheiro é gasto. Cabe apenas uma ressalva quanto ao risco de generalização da matéria, pois existem muitos servidores e administradores públicos sérios, honestos e comprometidos com as causas sociais.
Ivan Aurelio Ferrari de Senço - São Paulo - SP
iafsenco@fazenda.sp.gov.br


Assunto: Boa iniciativa
Data: 13/02/06 11:22
Legal mesmo a iniciativa. E antes de vir qualquer tipo de condenação sumária, é bom deixar avisado que não estou trabalhando para nenhuma empresa. E vou colaborar na coleta de assinaturas, pois nada mais justo que querer saber o que fazem com os impostos arrecadados. Afinal, como qualquer trabalhador, sou espoliado o tempo todo. A corrupção tem que acabar. Quem tem que fiscalizar é a sociedade. Somos nós...e todos nós!
ricardonando@bol.com.br


Assunto: Fiscais corruptos
Data do Contato: 12/02/06
Esqueceram de mencionar os fiscais corruptos. Alguém já viu algum fiscal pobre? Nosso sócio (governo) abocanha-nos mais de 30%, e ainda vigia-nos via fiscais corruptos, que só atrapalham a vida do contribuinte.
Miro
albissu@bol.com.br - Santo André - SP


Assunto: Instrumentos
Data: 12/02/06 1:06
Ok! Vocês, os criadores deste maravilhoso instrumento de conscientização, devem ser pessoas com instrução suficiente para criar as alternativas de comportamento para que nós brasileiros as coloquemos em prática. Para que esta falta de vergonha chamada governo e políticos parem de nos roubar. Façam-nos este favor, já que estamos perdidos e quase sem esperança de poder mudar alguma coisa algum dia.
Sandro fonseca - Campinas - SP
Email: sandrofonseca@hotmail.com


Assunto: Reagir
Data do Contato: 12/02/06 00:59
Temos que parar de criticar e reagir, cobrando mais pelos impostos pagos. Chega de críticar! Vamos brigar.....
Antonio Carlos da Silva Souza - São Paulo - SP
antcarlosilvasouza@hotmail.com


Assunto: Máfias
Data: 11/02/06 21:18
O excesso de impostos é o principal combustível da corrupção, comandada por máfias que controlam a máquina pública.
Fernando - São Paulo - SP
sfaos@pop.com.br


Assunto: Absurdo
Data: 11/02/06 20:23
A única coisa que tenho a declarar é que isso é um absurdo. Nem tenho palavras para tal indignação.
Thiago - São Paulo - SP
petkiller@ig.com.br


AssuntO: Embutidos
Data: 11/02/06 18:17
Os Impostos são embutidos em tudo que se paga ou se compra. Não sei o percentual que pago. Tudo é assim. Sem esclarecimento. Bela iniciativa a de vocês.
Walter Mota - Brasília - DF
waltermota@yahoo.com.br


Assunto: Assustada e indignada
Data: 11/02/06 18:03
Eu tinha uma idéia do quanto da minha renda era consumida em impostos, mas não tinha noção de valores, porque nunca parei para fazer as contas. Trabalho com orçamentos de obra, então conheço os tributos,impostos e encargos sociais que incidem sobre os salários e preços de mercadorias. Mas os meus próprios gastos com impostos, particularmente, não tinha me dado ao trabalho de verificar. Fiquei assustada, e ao mesmo tempo indignada, pois não vemos retorno desses valores que vão parar nos cofres do governo. Acho que a carga tributária deve diminuir, mas com isto também deveriam diminuir os custos de produção e, conseqüentemente, os valores de venda de produtos comercializados. A população precisa se informar melhor e participar, para acabar a roubalheira generalizada. Parabéns pela iniciativa de informar sobre assunto tão importante.
Marcia - São Paulo - SP
marciavs@gmail.com


Assunto: Gastos do governo
Data: 11/02/2006 17:34
Vimos o quanto pagamos. Queremos sugerir também que os gastos do governo nos sejam mostrados, ou seja, que o governo apresente um balanço onde constem salários, mordomias, investimentos, etc.).
Renato Hachich Maluf - Limeira - SP
rmaluf@vivax.com.br


Assunto: Parabéns
Data: 11/02/06 17:28
Parabéns pela iniciativa. Contem comigo. ARIOVALDO L. DA SILVA - Osasco - SP
arilemos@terra.com.br


Assunto: Revoltante
Data: 10/02/06 20:11
Estávamos há muito esperando uma iniciativa com esta. Eu desde 2003, quando convidei, o então candidato a vereador Rafael Zimbaldi, para falar aqui com os moradores da minha região, sobre a injusta taxa de iluminação pública cobrada em nossa conta de luz. Acho revoltante e estou brigando desde então. Acontece que o brasileiro é muito acomodado, desatento e, portanto, culpado por "ESTE BRASIL". Contem comigo!
Iolanda da Purificacão - Campinas - SP
ioli_puri@yahoo.com.br


Assunto: Nenhum retorno Data do Contato: 10/02/06 9:32 Estou indignado, pois todos os dias vejo nos jornais a corrupção no governo e ninguém vai preso. Pago meus impostos para sustentar essa corja e não tenho nenhum retorno por isso.
Rodrigo Monsanto - Rio de Janeiro - RJ
rmonsanto@stefanini.com.br


Assunto: Quase o dobro
Data do Contato: 10/02/06 9:27
É por isso que em 2006 países como a Argentina irão crescer quase que o dobro do Brasil.
Maxwell - Niterói - RJ
maxwellbarros@bol.com.br


Assunto: Confisco
Data do Contato: 10/02/2006 9:14
Isso é porque um dos princípios constitucionais tributários é o da PROIBIÇÃO DA COBRANÇA DE TRIBUTOS COM EFEITO DE CONFISCO! Se isso não é confisco, o que é???
Amanda Cardozo - Brasília - DF
mandy.cardozo@gmail.com.br


Assunto: Movimento nacional
Data: 10/02/06 7:46
Temos que levar o debate para dentro dos nossos lares, para as escolas e as ruas, formando um grande movimento nacional. O povo tem força.
Aldacir Caron - Rio de Janeiro - RJ
aldacircaron@oi.com.br


Assunto: Maneira de começar
Data: 10/02/06 7:39
Diariamente, em nosso convívio, sempre haverá alguem fazendo um comentário contra a cobrança de impostos. Que são muito altos, que são mal aplicados, e nada recebemos em troca por eles, que são desviados, roubados. Sempre se reclama, nunca se faz absolutamente nada. Portanto, meu amigo inconformado, enquanto você falar e espernear e ficar nisso, os donos das cuecas, dos carros pretos e dos gabinetes com varios assessores continuarão a rir na sua cara. Então, o que é que voce vai fazer além de reclamar? Uma ONG como esta é uma boa maneira de começar. Caro amigo, mexa-se!
Marcos
multisystem@uol.com.br


Assunto: Desabafo
Data: 10/02/06 3:56
Gostaria em primeiro lugar de parabeniza-los por essa iniciativa. Gostei muito da campanha, mas me senti tentado a expor meu ponto de vista, quase um desabafo. Com esse projeto aprovado, quem nos garante que a redução dos preço irá ocorrer? Não acredito que essa redução será passada ao consumidor, mas mesmo assim assinei.
Boa sorte!
Fernando Fonseca


Assunto: Desenvolver a comunidade
Data: 09/02/06 17:08
Os impostos foram criados com o objetivo de manter e desenvolver a nossa comunidade, e não a comunidade sustentar os aqueles que imputam os impostos em nosso cotidiano.
Ricardo Serpa - Blumenau - SC
serpa@pop.com.br


Assunto: Locomotiva
Data: 09/02/2006 9:22
Quem pára essa locomotiva?? Infelizmente o sistema que vigora não será modificado democraticamente. Quem tem poder e dinheiro jamais quer perdê-los. Principalmente quando impotentes pagam a conta e nem sabem disso. A reação do povo tem que ser mais forte, com ações práticas, e não discussões em tribunais que jamais têm fim.
Pedro Augusto - Santo André - SP
pedrobet@google.com


Assunto:
Data: 09/02/2006 2:47
Fico triste em saber que somos um dos países com maior carga tributária. Para tudo o que você faz, tem que pagar. Até quando morre você tem que pagar tributos.
Josualdo F. Araujo - Gama-DF
Brjfa@ambev.com.br


Assunto: Mamata sem fim
Data: 09/02/06
Tenho uma tese: derivados de petróleo e similares (álcool, gás, etc.), energia de forma geral, telefonía, água, etc.: nenhum governo e muito menos nenhum partido ou politico, isoladamente ou não, irá, um dia, tentar mudar as regras da taxação sobre esses comodities. É uma mamata sem fim. Controlam as assim chamadas tarifas e saem na frente com tudo. Quem quiser que se dane, na sociedade dos que trabalham, geram bens e serviços e pagam os escorchantes impostos nesse país. E tente recuperar pelo menos parte das despesas com eles. Viram como é facil para os que estão com os traseiros no ar condicionado de Brasília?



Assunto: Lutar por um futuro melhor
Data: 08/02/06 10:50
Se hoje o Brasil é uma das maiores e mais ricas nações do mundo e possui um dos povos mais pobres, certamente a causa reside na elevada carga tributária e má administração do dinheiro público. Culpa dos representantes que elegemos? Certamente! (com raras exceções). Fruto da falta de incentivos e investimentos à cultura do nosso povo? Certamente! O círculo é vicioso... Aqueles que possuem condições de lutar por um futuro melhor precisam unir-se aos homens de coragem, que travam as grandes lutas. A Associação dos Corretores de Imóveis de São Paulo, na pessoa de seu presidente, Jaime Alves Veloza, oferece o seu irrestrito apoio ao movimento da ACSP, denominado "De Olho no Imposto".
Jaime Alves Veloza - São Paulo - SP
jaimeveloza@uol.com.br


Assunto: Suor
Data: 08/02/06 14:56
É lastimável a fome da máquina do Estado sobre o nosso suor! E o pior é que tudo o que é confiscado vai para as Ilhas Cayman, dentro de cuecas e malas! "Brasil, um país de tolos"!
Márcio Rodeiro Cardoso - Salvador - BA
rodeiro.cardoso@uol.com.br


Assunto: Radar eletrônico
Data: 08/02/2006 10:41
Agradeço pelo trabalho feito por vocês a fim de exclarecer a roubalheira do poder público em cima do povo. Mas minha maior revolta é contra o radar eletrônico, que não fiscaliza, apenas multa. Um abraço
Corsi - Águas de Lindóia - SP
francisco@hotmail.com


Assunto: Governo como sócio
Data: 07/02/06 15:10
Nada como ter o governo como sócio. Além de não ajudar em nada, ainda recebe 33% da receita que gero. Isso é negócio bom.
Éverton Stecca - Santa Maria - RS
everton.stecca@mail.ufsm.br


Assunto: Dar ciência
Data: 07/02/06 14:52
Seria o caso de organizarmos uma manifestação para dar ciência aos demais brasileiros? E...se todos se conscietizarem do mau uso do dinheiro público? O que poderia acontecer? Vamos abrir os olhos do povo!!!!
Rubens G. Oliveira - Praia Grande - SP
rubensgoliveira@terra.com.br


Assunto: sonegação
Data: 07/02/06 10:53
Agora compreendo porque existe tanta sonegação de impostos. E quem não pode sonegar, paga por todos.
Rubens Janes - Itatinga - SP


Assunto: Abaixo-assinado
Data: 06/02/06 15:24
Precisamos incluir neste site um "abaixo assinado", para que possamos iniciar as mudanças necessárias a este país de marajás e corruptos.
Luís Alberto Ribeiro - São Paulo - SP
admin@silicio.com.br


Assunto: Por muito menos
Data: 04/02/06 21:33
E pensar que por muito menos (1/5) levantaram-se os inconfidentes.
Omero de Moraes - Poços de Caldas - MG
omoraes@pocos-net.com.br


Assunto: força do voto
Data: 04/02/06 20:22
Alô, povão! Imposto só abaixa quando a gente souber conversar sobre política, urna eletrônica, caneta. São produtos para abaixar imposto. Por falar nisso, temos que fazer uma renovação em 100% dos políticos.
Mario luiz - Ribeirão Preto - SP
azevedogarcia


Assunto: Absurdo
Data: 04/02/06 13:52
É simplesmente um absurdo todos estes impostos. Trabalho muito para ajudar minha família, e não tenho nem condições de pagar meus estudos, enquanto esses governates corruptos tiram o nosso sangue.
Maria Cecília - Louveira - SP
ceciliabueno9@hotmail.com


Data: 04/02/2006 11:18
Se eu deixar de declarar ou pagar impostos, o que pode acontecer comigo?
Alfeu Alexandre Braz de Freitas Baston - Barretos - SP
alfeu.baston@terra.com.br


Assunto: Camisetas De Olho no Imposto
Data: 04/02/2006 10:11
Sugestão: todos os muncipios com ACEs que aderiram ao movimento deveriam receber camisetas da campanha, para sortear entre quem assina.
Maria Tereza Fink de Andrade - Teodoro Sampaio - SP
finkandrade@hotmail.com
Cidade: Teodoro Sampaio


Assunto: Roubo
Data: 04/02/2006 9:53
Essa é uma máquina de roubar dinheiro de todos os que vivem neste país - menos os que vivem no Planalto. Porque, quando não se tem retorno o imposto, é roubo. Senão não tinha esta palhaçada toda, que não se converte em nada? Parabéns pelo site. Quem sabe agora o povo acorda? Antonio Carlos - Ribeirão Preto - SP
Email: russain_santos@hotmailcom


Assunto: Não esmorecer
Data: 04/02/06 2:22
Aproxima-se o dia em que verei os impostos detalhados em minhas mãos; graças, em parte, a nossa - concidadãos - união. Senão nos perdermos no caminho, veremos brasileiros conscientes tão rápidos quanto desejamos. Não porque não desejarão impostos, mas, porque, enxergarão melhor sua arrecadação e seu destino. Faremos parte desta mudança; somos decisivos para ela. E se, até hoje, nunca tivemos resultados, também nunca nos prostramos- e não foi por falta de tentativas- e é porque temos no inconsciente, mesmo que sem saber, as palavras de Carlos Souza de Nazareth: "-Não esmorecer para não desmerecer".
Lenilson Farias - São Paulo/SP
lefarias@hotmail.com


Assunto: Fazer
Data: 03/02/06 16:05
Ranuzya
Vamos falar ou vamos fazer? Estou me colocando a disposição para uma iniciativa breve. Entrem em contato por e-mail, vamos bolar juntos um plano de ação contra essa roubalheira.
cugnier_ranuzya@hotmail.com - Florianópolis - SC


Assunto: Parabéns
Data: 03/02/06 12:35
Parabéns pela campanha!
Nalcir Antonio Ferreira Jr
nalcir@portal.pucsp.br


Assunto: Injustiça
Data: 02/02/06 13:18
O que mais irrita é esta sensação de impotência diante de tamanha injustiça cometida pelos sucessivos governos à sua população. Para sustentar tamanha corrupção neste Brasil paga-se tanto... Onde anda a consciência do nosso povo (do escravo e do escravizador)? Uns pensar e roubar mais, outros no sustento do dia-a-dia e não dá tempo para racionalizar e mudar de atitude. Parabéns pelos organizadores deste site, vosso sucesso será também o nosso. obrigado.
Marcos Teixeira - São José - Santa Catarina
Email: mtrjj@ibest.com.br


Assunto: Correção na tabela
Data: 02/02/06 11:57
E essa correção imoral de 8% da Tabela do IR agora. Que piada! Só rindo mesmo!
Marcelo Xavier - Salvador - BA
marceloxn@pop.com.br


Assunto: Calculadora
Data: 02/02/06 11:56
Precisamos nos unir para que tenhamos força no futuro e assim brigarmos por uma alíquota de imposto mais baixa e também para maiores repasse dos governos federal e estadual em nossos municípios. Só estão jogando responsabilidade como saúde e educação aos municípios e nada de aumentarem o repasse de impostos...vamos à luta, unidos venceremos.
Gilberto Natal Gasparotto
associacaocomlucelia@yahoo.com.br


É lamentável o tanto de impostos que nos pagamos apenas com o salário que recebemos.
Sinvaldo de Oliveira Virgens
sinviroli@bol.com.br
Vitória da Conquista - BA


Assunto: impostos
Data: 02/02/06 15:15
O Brasil deve muito, por isso precisa cobrar imposto. É uma vergonha o país estar passando por essa situação. E deputados, governantes e ministros deveriam ter um limite de ganhos, de, no máximo, dez salários mínimos.
Natael
meloart@terra.com.br


Assunto: Maior sócio
Data: 02/02/06 9:33
Agora há condições de ver a carga tributária pesada. Estou em um país onde o meu maior sócio é o governo, um sócio que tão pouco retorna. Poderia abater as despesas com empregadas domésticas, a escola do meu filho em período integral, as despesas com segurança (seguros, etc) e outras despesas para que houvesse um equilíbrio. É por isso que muitos têm caixa 2, 3, 4 , 5, etc.. Armando - São Paulo - SP
enerplan@uol.com.br


Assunto: Investimentos
Data: 01/02/06 21:04
Só gostaria de saber onde está todo este $ investido em educação, saúde, saneamento... É que não está. Precisamos dar um basta em tudo isso, ou seja, nos organizarmos para desorganizar essa cadeia cíclica de roubo e desigualdade, onde um culpa o outro e nunca achamos os culpados.
Rodrigo - Bauru - SP
menezes34@yahoo.com.br


Assunto: Vergonha na cara
Data: 31/01/06 21:55
Nossos governantes deveriam ter um pouco de vergonha na cara, não cobrar tantos impostos e achar logo uma forma de fazer uma cobrança justa, para que haja uma melhor distribuição de renda e a população não passe tanta necessidade.
José Adelar de Oliveira - Cachoeira do Sul - RS
jadelar@brturbo.com.br


Assunto: Roubômetro
Data: 31/01/06
Isso é no mínimo um absurdo. É usurpar a humildade e o desconhecimento de nós brasileiros, que aceitamos tudo. Isso tudo é culpa nossa, que, cruzados os braços e deixamos tudo acontecer aceitando mais, mais e mais... FICO ASSUSTADO DE SER BRASILEIRO E TER QUE CONVIVER COM ESSE ROUBÔMETRO... que é o governo.
Emanoel - Pres. Prudente - SP
hideumanoe@yahoo.com.br


Assunto: Calculadora
Data: 31/01/06
Nossa, muito boa essa calculadora do imposto...
Jacques - Itu - SP
jacques@itupetro.com.br


Assunto: Nova ordem
Data: 31/01/06
Precisamos acabar com a profissão de político, mudar a Constituição e instituir uma nova ordem social.
Doniro Hungaro Junior - São Paulo - SP
donirohungaro@terra.com.br


Assunto: Assinaturas
Data: 30/01/06
Quero comunicar que a partir de segunda feira estarei recolhendo assinaturas aqui em Porto Alegre.
Luiz Carlos Couto Braga - RS
lccbraga@terra.com.br


Assunto: Haja tributos
Data: 29/01/06
O povo brasileiro trabalha, trabalha e trabalha, só para pagar tributos (haja tributos nesse país!!!!)
Rosângela Cardoso - Mogi das Cruzes - SP
rosangelacardoso_8@hotmail.com


Assunto: Suado dinheiro
Data: 29/01/06
Engraçado que pagamos imposto em tudo, e é ridiculo o que estes parasitas fazem com o nosso suado dinheiro. E o Legislativo e o Judiciário, que são participantes desta ladroeira não fazem nada. Imagina se voçê, que é um pequeno, deixa de dar sua contribuiçao em impostos para estes cretinos... O que acontece???
Rinaldo Alves Obst - Guarulhos - SP
rinaldo.obst@itelefonica.com.br


Assunto: Nação justa
Data: 29/01/06
Precisamos fazer uma grande pressão, ir para as ruas, ao Congresso. Precisamos acordar nosso povo, que sempre foi enganado e roubado. Temos que mudar nossas prioridades, e colocarmos essa como a número um, e não ficar na ilusão de copas do mundo. E também exigir mais da imprensa mais espaço. Podem contar comigo, pois eu já estou encaminhando listas de abaixo-assinado e, como professor, estou transmitindo para os meus alunos esta campanha, que é um grande e decisivo passo para construir uma grande nação justa. Agradeço a vocês por essa maravilhosa campanha, que, com certeza contribuirá muito.
Wilson AP Fernandes Machado - Lins - SP
wilson_machado@hotmail.com


Assunto: Ações concretas
Data: 29/01/06
Para os políticos em geral, parece que existe um tabu quando se fala de impostos, pois procuram desconversar sobre este assunto. Precisamos de ações concretas para acabar com essa insana carga tributária que asfixia a economia brasileira, e é a maior responsável pela criminalidade e o desemprego que grassam em nossa pátria. Sugiro unirmos forças para pressionar o Congresso Nacional pela implantação do Imposto Único (não mais um imposto, como geralmente acontece quando alguém apresenta projeto visando redução das alíquotas e do número de impostos), e acabar também com essa baboseira de escalonamento de alíquotas de impostos que resultam nessa injustiça fiscal que presenciamos. A imensa variedade e altíssimas alíquotas dos impostos, fazem crescer a ganância de muitos indivíduos que ocupam cargos públicos e as verbas não são aplicadas devidamente e o pior, impunemente. Não podemos permitir que governantes se arvorem em administradores de nossas economias pessoais, criando FGTS, PIS/PASEP, etc., que oneram as empresas e servem de argumento para justificar baixos salários aos trabalhadores, além de criar oportunidades de fraude. O governo deve limitar-se a administrar, com uma equipe enxuta e competente (chega desses cargos de confiança, pois são improdutivos e onerosos, verdadeiros cabides) e aplicar os recursos provenientes dos impostos na infraestrutura necessária ao desenvolvimento do País e manutenção da sua soberania.
Lineu - Curitiba - PR
lineu44@terra.com.br


Assunto: De Olho no Imposto
Data: 29/01/06 15:45
Sou professora de matemática. Adorei a iniciativa e o projeto De Olho no Imposto. Quero realizar um trabalho junto com meus alunos, recolhendo assinaturas e conscientizando-os da Educação Fiscal, tão necessária em nosso país. Gostaria de receber textos ou materiais de apoio, caso tenham. Parabéns pelo vosso trabalho!
irmesmattara@yahoo.com.br - Dracena - SP


Assunto: De Olho no Imposto
Data: 28/01/06 10:57
Parabéns pela iniciativa, estamos colaborando com mais essa campanha, divulgando, também, a Associação Comercial de São Paulo, e nossas sugestões como: telecheque, inversão das catracas dos ônibus e subprefeituras, e outras, em nosso site musical www.jaymensagens.kit.net.
Jayme Pereira da Silva
jaymensagens@hotmail.com


Assunto: Apoio em Minas Gerais
Data: 27/01/06 13:29
Prezado Sr.,
Conte conosco para qualquer contribuição para o movimento aqui em Minas Gerais.
Colocamo-nos à disposição para suscitarmos a discussão na Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais (Minas possui um Código de Defesa do Contribuinte) e junto ao nosso Governador.
Fernando Martuscelli - Martuscelli & Advogados Associados
fernando@martuscelliassociados.com.br


Assunto: Araçatuba
Data: 26/01/06 15:54
Ontem o dr. Guilherme veio até Araçatuba e encantou a todos. Ele é claro, objetivo, sua palavra é de fácil interpretação. Estamos todos torcendo para que ele consiga mudar essa lei. Obrigada.
Renata
renata@aciara.com.br


Assunto: De Olho no Imposto
Data: 26/01/06 11:08
Sou cidadão que reside em São Paulo, profissional da área tributária. Sabemos exatamente o quanto pagamos de impostos, porém quero parabenizar a figura do sr. Guilherme Afif Domingos, pelo brilhante trabalho que o mesmo vem comandando. Estamos nesta de corpo e alma, e acho que podemos recolher umas quinze milhões de assinaturas.
Zé Maria
zemaria@raja.com.br


Assunto: Arrecadação de assinaturas
Data: 24/01/06 20:52
Em primeiro lugar parabéns pela iniciativa. Já imprimi minha lista e vou "garimpar" as adesões. Mas nesse particular, salvo engano, fiquei sabendo que a ACSP têm 30.000 associados. Fazendo uma conta rápida, se cada um conseguisse 50 assinaturas teríamos o 1,5 milhão necessárias. Como associado, sugiro (e topo) que cada associado receba uma ou mais listas afim de completar as 50 adesões necessárias por associado.
Rafael Soriano
cedac@cedac.com.br


Assunto: Conclusão
Data: 24/01/06 15:22
Se nas mercadorias há imposto, como bem sei, então o governo não cumpre suas obrigações para com o povo, por pura imcompetência. Incrível que criem um órgão que nos alerte disso e, ainda assim, o governo mesmo não se mexa.
Milton Barbosa Filho
godfriend_2004@hotmail.com


Assunto: Campanha
Data: 23/01/06 19:00
Gostaria de parabenizar a ACSP pela iniciativa e me colocar à disposição para contribuir para o sucesso desta empreitada. Desde já estarei coletando assinaturas. São ações como esta que efetivamente fazem com que nos sintamos cidadãos. Queremos saber o quanto pagamos e principalmente onde e como gastam o nosso dinheiro.
Lael Sampaio
lael@terra.com.br


Assunto: Ratazanas
Data: 23/01/06
Alô, Afif! Parabéns pela trincheira! O pior é que os impostos são desviados para pagar as mordomias das ratazanas que se encastelaram no poder. O Congresso é o único "negócio" do mundo onde o patrão (povo) não decide sobre salários, carga de trabalho e férias de seus empregados.
Haroldo P. Barboza - RJ
hpbflu@terra.com.br


Assunto: De Olho no Imposto em Londrina
Data: 20/01/06 21:36
Prezados senhores
Considero um dever de todos os cidadãos integrar-se ao "De Olho no Imposto". Resido em Londrina (PR). Minha colaboração será a de divulgá-lo entre meus conterrâneos e estimular meus amigos e parentes no Estado de São Paulo a cerrar fileiras nessa iniciativa.
José Carlos Guitti
jcguitti1@sercomtel.com.br
Nota da Redação: A Caravana do Imposto esteve em Londrina em 22 de janeiro de 2006.


Assunto: Participar da campanha
Data: 19/01/06 18:04
Represento o Fórum Permanente da Juventude de minha cidade, Campo Mourão-PR, com cerca de 90 mil habitantes, a 100 Km de Maringá. Queremos mobilizar a nossa comunidade nesta campanha do imposto. Já temos o envolvimento acertado de várias associações de moradores, associação comercial, igrejas e outras entidades.
Rogério Alves
rogeriofpj@yahoo.com.br


Assunto: Campanha "De olho no Imposto"
Data: 19/01/06 17:39
Quero parabenizá-los pela iniciativa de alertar o povo sobre o absurdo de impostos que pagamos ao governo, sem conseguirmos o retorno por parte do mesmo. É preciso entender que o governo é simplesmente o gestor de um dinheiro que é nosso. Com esta carga tributária abusiva deveríamos ter saúde, educação, segurança, comida e habitação da melhor qualidade, mas o que vemos é uma corrupção e uma roubalheira gigantesca.
Temos que agir!!!
Leandro C.Gloria
fiscal.gloria@uol.com.br


Assunto: Excelente idéia
Data: 19/01/06 12:58
Parabéns por um site de tamanha utilidade para o cidadão.
Sou auditora fiscal da Secretaria de Fazenda de Alagoas e coordeno o programa de Educação fiscal em meu estado, que visa a mostrar à população o que são tributos e sua real finalidade.
Glacia Pereira Tavares
glacia@sefaz.al.gov.br

 
Copyright Diário do Comércio - Todos os direitos reservados ® - 2006